Garota afegã de 16 anos mata dois homens do Talibã como vingança pelo assassinato de seus pais

em 23/07/2020


Um grupo de homens do Talibã entrou na casa de Qamar Gul, arrastou os pais dela para fora e os matou. Ela pegou um rifle da família e matou dois talibãs, além de ter ferido outros. Pelo acontecido a adolescente está sendo aclamada nas redes sociais por seu heroísmo.

Uma garota do Afeganistão matou dois homens do Talibã e feriu outros que arrastaram os pais da menina de casa e os assassinaram, de acordo com relatos oficiais.

O incidente aconteceu na semana passada. Insurgentes entrara na casa da adolescente Qamar Gul, que vive em uma vila na província de Ghor, no centro do Afeganistão, segundo uma reportagem da AFP.

Os talibãs estavam procurando pelo pai dela, um chefe da vila, de acordo com o chefe da polícia da cidade, Habiburahman Malekzada. O pai era um apoiador do governo, e foi por isso que o Talibã foi à casa dele e o arrancou de lá, disse Malekzada.

Quando a esposa resistiu, os talibãs mataram o casal do lado de fora da casa, de acordo com o relato de Malekzada.

“Qamar Gul, que estava do lado de dentro da casa, pegou uma AK-47 que a família tinha e matou dois dos talibãs que haviam assassinado seus pais, e então atingiu alguns outros”, disse ele.

Gul tem uma idade entre 14 e 16 anos, segundo diferentes oficiais. É comum que muitos afegãos não saibam sua própria idade com precisão.

Mais tarde, outros membros do Talibã voltaram para atacar a casa, mas os moradores da vila e apoiadores do governo os expulsaram.


As forças de segurança do Afeganistão agora levaram a garota e seu irmão mais novo para um local menos perigoso, disse um porta-voz do governador.

Qual é o pano de fundo da guerra afegã?

Tudo começou quando os EUA lançaram ataques aéreos um mês após os ataques de 11 de setembro de 2001, e depois que o Talibã se recusou a entregar o homem por trás dos atentados, Osama bin Laden.

Os EUA se juntaram a uma coalizão internacional e os talibãs foram rapidamente removidos do poder. No entanto, eles se transformaram em uma força insurgente e continuaram ataques mortais, desestabilizando os governos afegãos subsequentes.

A coalizão internacional encerrou sua missão de combate em 2014, ficando apenas para treinar forças afegãs. Mas os EUA continuaram sua própria operação de combate em escala reduzida, incluindo ataques aéreos.

No entanto, o Talibã continuou ganhando impulso e, no ano passado, a BBC revelou que estava ativo em 70% do Afeganistão.

Quase 3.500 membros das forças da coalizão internacional morreram no Afeganistão desde a invasão de 2001.

Os números de civis afegãos, militantes e forças do governo são mais difíceis de quantificar. Em um relatório de fevereiro de 2019, a ONU disse que mais de 32 mil civis haviam morrido. O Instituto Watson da Brown University diz que 58 mil agentes de segurança e 42 mil combatentes da oposição foram mortos.
By: Chico Izidro

Fontes: G1 e BBC

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Um comentário:

Topo