Ex-apresentador da BBC admite 40 crimes sexuais contra crianças e adultos

em 20/07/2020


Pregador de uma igreja no País de Gales tem acusações que datam de 1990. A acusação mais recente contra ele data do ano passado.

O ex-apresentador da BBC Benjamin David Thomas admitiu dez acusações de atividade sexual com uma criança, oito agressões sexuais e quatro tentativas de cometer abuso sexual. Thomas, que também trabalhou como pregador na Igreja da Família Criccieth em Gwynedd, no norte do País de Gales, compareceu a um tribunal da região no dia 17 deste mês e se declarou culpado ainda de nove ataques indecentes, sete acusações de voyeurismo e duas acusações de fazer vídeos indecentes de crianças.

As infrações mais antigas datam de 1990, com as mais recentes ocorrendo no final do ano passado. Thomas pagou fiança e ficará em liberdade até o dia 18 de agosto, quando voltará ao tribunal para receber sua pena. Segundo o jornal The Mirror, o juiz do caso, Niclas Parry, já avisou que será uma "sentença de prisão significativa".

A policia liberou uma comunicado sobre o caso. "A ofensa de Ben Thomas envolveu o grave abuso sexual de crianças vulneráveis por um líder religioso. É uma terrível violação da confiança depositada nele pelas vítimas e suas famílias, e não consigo imaginar o impacto que a revelação de suas (Thomas) ofensas teve sobre eles", disse a comissária da polícia Lynne Willshe.

"Hoje no tribunal, Ben Thomas admitiu ter cometido 40 crimes sexuais. Como resultado disso, suas vítimas foram poupadas da provação angustiante de um longo julgamento. A polícia de North Wales está muito agradecida pela força e coragem demonstradas por todas as vítimas e suas famílias; isso ajudou muito nossa investigação para garantir que a justiça seja feita hoje. Também sou grata à Igreja Evangélica e sua equipe de salvaguarda por sua assistência durante a investigação", afirmou ela.
By: Chico Izidro

Fonte: Revista Quem

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Um comentário:

  1. O monstro cometeu 40 crimes e deram uma fiança que ele pudesse pagar e ficar em liberdade. E pensamos que somente no Brasil as Leis são uma bost@!

    ResponderExcluir

Topo