Paul Dienach, o viajante do tempo e seu diário


Em 1921, Paul Amadeus Dienach, um professor suíço-austríaco com problemas de saúde, caiu em estado de coma que durou um ano. Durante este tempo, sua consciência viajou para o futuro e entrou no corpo de outro homem que viveria no ano de 3906.

Dienach foi vítima de uma grande epidemia de encefalite letárgica e, como resultado, entrou em coma, onde permaneceu por um ano em um hospital em Genebra. Ao despertar, Dienach temia ser considerado um louco, por isso não contou a ninguém o que lhe acontecera. Mas tudo isso mudou na Grécia. Aos 36 anos, o estado de saúde de Dienach deixou muito a desejar, então ele decidiu se mudar para a Grécia, onde há um clima melhor. Então, em 1922, ele se mudou para lá e começou a ensinar francês e alemão para sobreviver.

Entre seus alunos estava George Papahatzis, que descreveu Dienach como "um homem modesto que costumava prestar atenção aos detalhes". Depois de dois anos, sua saúde chegou ao limite e ele decidiu se mudar novamente, agora para a Itália. Antes de partir, entregou seu diário a Papahatzis, seu aluno favorito, para praticar seu alemão traduzindo o texto do alemão para o grego.

De qualquer forma, Dienach partiu e em 1924 morreu de tuberculose. Por sua parte, Papahatzis traduziu o texto por um período de 14 anos, de 1926 a 1940. No início, ele achou que era um romance, embora muito raro. Mas quando ele avançou, percebeu que o que ele estava traduzindo era um diário.

No livro, o autor indica que as pessoas do futuro entenderam completamente a peculiar situação médica de Dienach, que chamaram de “deslize consciente”, e contaram a Dienach vários fatos em relação aos eventos históricos que ocorreram entre o século XXI e século 39. A única coisa que não lhe contaram foi a história exata do século 20, no caso de a consciência de Dienach retornar ao seu corpo e época originais (como ele fez) - eles acreditavam que seria perigoso deixá-lo saber seu futuro imediato e o futuro de sua época no caso de perturbar ou alterar o caminho da história e de sua vida.


Quando Dienach acordou de seu coma, ele se viu de volta em 1922, mas com uma incrível quantidade de conhecimento e informação que ele aprendeu durante um ano no futuro.

Sabendo que não tem muito tempo sobrando, Dienach decide escrever um diário, registrando tudo o que pôde lembrar de sua incrível experiência.

Curiosamente, Paul Dienach não era autor, poeta ou escritor profissional. Em vez disso, ele era um homem comum que mantinha um diário, nunca com a expectativa de que seria publicado e reconhecido como se tornou.

Estas são as previsões de Paul Dienach para o futuro da humanidade

  • 2000-2300 A humanidade ainda está lutando com os problemas de superpopulação, destruição ecológica do meio ambiente, desigualdades econômicas, sistema monetário errado, falta de nutrição adequada para todas as pessoas e guerras menores locais. As pessoas estão vivendo nesta corrida às pressas pela sobrevivência financeira atômica, sem tempo para procurar o seu eu interior e o desenvolvimento espiritual.
  • Em 2204 é terminada uma grande colonização do planeta Marte, de 20 milhões de pessoas. Mas em 2265, uma vasta destruição natural mata todas elas. Nunca mais a humanidade tenta colonizar Marte.
  • 2309 Como resultado de problemas acumulados e não resolvidos, outro grande desastre vem à Terra e é a grande guerra global. Uma grande parte da civilização como a conhecemos deixa de existir. A destruição atinge quase uma extinção principalmente das raças amarela e negra.
  • 2396 Esta grande mudança leva ao estabelecimento final de um Parlamento Global na Terra e é chamada de União Global de Nações e Estados. Mas este Parlamento Global, embora seja eleito através do voto das nações, não é de políticos ou empresários, mas de cientistas, tecnólogos e figuras humanitárias. O dinheiro que conhecemos não existe mais. Os recursos planetários são redistribuídos e agora são suficientes para todas as pessoas. A superpopulação, o clima, a desnutrição e os problemas ecológicos são resolvidos.
  • Mas não inteiramente o problema da tirania sutil. A vida é fácil e as pessoas trabalham cada vez menos durante a vida. Os anos começam a contar novamente com o ano número 1, o 2396 (como no tempo de Jesus Cristo). No entanto, o Governo Global é uma forma de totalitarismo, e os governos nacionais se opõem direta ou indiretamente por mais alguns séculos. As pessoas ainda estão com consciência nacional e não desenvolveram a consciência planetária.
  • Só depois de 2-5 séculos, finalmente, eles a alcançam. Embora não haja desigualdades econômicas como as que conhecíamos, ainda existem desigualdades em relação ao controle do nível de tecnologia e propriedades. As pessoas são espiritualmente fracas e lentas. Esta "era peculiar da Idade das Trevas" dura até 3400.
  • 3382 Um fenômeno notável acontece na humanidade. As pessoas, uma após a outra, adquirem subitamente uma nova capacidade espiritual que poderia ser chamada de hipervisão ou hiperintunção. Um acesso direto à “grande Luz Espiritual” ou “Conhecimento Direto” com poderes criativos extremamente poderosos e de impressionante clareza. É também uma mutação do cérebro humano.
  • 3400-4000 Uma nova “Idade de Ouro” vem na humanidade após quase 1.000 anos de “idade das trevas”. Agora no governo global não são mais cientistas e tecnocratas. Lá estão os "Criadores Universais". Personalidades que combinam simultaneamente as qualidades e habilidades de filosofia , artista, cientista, adivinho, místico, etc. Tudo na sociedade é livre, roupas, casa, comida, transporte, etc. Não há propriedade privada, e as únicas desigualdades são de honra e reputação.
  • As pessoas não contam mais o sucesso de suas vidas com os padrões de vida tecnológicos e materiais, mas principalmente com seu desenvolvimento emocional, mental e espiritual e auto-aperfeiçoamento. As pessoas trabalham apenas 2 anos em toda a sua vida, entre o equivalente a 17 e 19 anos. A população da terra é inferior a um bilhão de pessoas, e há uma abundância de produtos para uma vida decente. As leis da sociedade são radicalmente reduzidas a muito poucas, pois as intenções criminosas ou negativas dos indivíduos na sociedade estão quase ausentes.

Existem apenas três tipos de leis:

1) Aquelas referentes ao prazo de 2 anos de trabalho.
2) Aquelas que se referem ao tráfego de viagem e distribuição de mercadorias.
3) Aquelas que se referem à população estável demográfica (controle de nascimentos).
By: Elson Antonio Gomes
Fonte: Oráculo

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Comentários

SIGA-NOS NO FACEBOOK

POSTAGENS MAIS VISITADAS DA SEMANA

Links da Deep Web 2019

Links da Deep Web 2018

O misterioso desaparecimento de Jimmy Hoffa

Links da Deep Web

A lenda da mulher do Táxi