Confira 10 declarações chocantes de serial killers


Serial Killer é o termo adotado na década de 1970 para identificar assassinos em série que cometem um crime com certa frequência ou deixando sua “assinatura”. Geralmente alegam que amam e sentem prazer em matar. Muito se especula sobre a mente desses assassinos. Uma pessoa nasce ou torna-se um serial killer?

Ao longo dos anos declarações chocantes foram feitas por esses criminosos, na maioria das vezes em depoimentos policiais ou raras entrevistas para a mídia.

Confira abaixo 10 frases marcantes de famosos serial killers.

10 – Carl Panzram

“Desejo que todos tenham um pescoço e eu tenha minhas mãos nele”. Panzram, que foi enforcado em 5 de setembro de 1930, confessou ter cometido 21 assassinatos. Suas vítimas eram, em sua maioria, meninos e homens.

9 – David Berkowitz

“Os demônios estavam suplicando por sangue”. Também conhecido como o Filho de Sam e o Assassino da Calibre 44, Berkowitz confessou o assassinato de seis pessoas, alegando que teria sido possuído por um demônio que lhe ordenava para cometer seus crimes. Atualmente cumpre a sentença de seis prisões perpétuas.

8 – Edmund Kemper

“Eu adoro ouvir o som de cabeças estourando, isso realmente me deixa com orgasmos e faz minha vida ter sentido”. Kemper é acusado de cometer 10 assassinatos, incluindo o de sua própria mãe e avós paternos. Cumpre pena de oito prisões perpétuas em um hospital psiquiátrico nos Estados Unidos. Teve parte de sua vida contada na série Mindhunter. Leia mais sobre ele clicando AQUI.


7 – Aileen Wuornos

“Que suas esposas e seus filhos sejam estuprados, direto no ânus!”. Foi a declaração feita pela “Dama da Morte” diante dos jurados em seu julgamento. Wuornos, que sofreu com abusos a vida inteira, matou ao menos seis homens de meia idade, clientes de sua vida na prostituição. Foi condenada à morte e executada através de injeção letal em 2002. Leia mais sobre ela clicando AQUI.


6 – Yoshio Kodaira

“Quatro ou cinco camaradas e eu entramos em uma casa chinesa e prendemos todos nos guarda-roupas. Nós roubamos as joias e estupramos as mulheres. Nós até ferimos uma grávida com a espada e arrancamos o feto por seu estômago”. O serial killer japonês fez entre 8 a 11 vítimas, todas no Japão. Em sua vida como soldado da marinha japonesa estuprou diversas mulheres chinesas -- foi quando o caso com a mulher grávida aconteceu. Foi executado em 1949.

5 – Gary Ridgway

“Eu gostava de dirigir pelos bolsões ao redor do país e pensar nas mulheres que eu depositei lá. Eu matei tantas mulheres que não consigo precisar quantas”. Estima-se que ele tenha feito cerca de 48 vítimas. Ridgway também era conhecido como o “Assassino do Rio Verde”, era um pai de família, casado três vezes, com filhos e emprego fixo na época que cometeu os crimes. Hoje cumpre pena de prisão perpétua.

4 – Dr. Michael Swango

“Eu adoro o cheiro doce, rude e espesso de homicídio em lugar fechado. É a única maneira que eu tenho para me lembrar de que ainda estou vivo” -- declaração que estava escrita em um caderno apreendido pela polícia. Acredita-se que Swango esteve envolvido em cerca de 60 envenenamentos fatais de pacientes e colegas, mas ele admitiu apenas causar quatro mortes. Foi sentenciado em 2000 a cumprir três sentenças de prisão perpétua.

3 – Richard Ramirez

“Eu adoro matar as pessoas, eu adoro vê-las morrer. Eu atiro em suas cabeças, elas se balançam e se contorcem por todo o lugar e depois simplesmente param. Ou às corto com uma faca e vejo seus rostos ficarem muito branco. Eu amo todo aquele sangue”. Acusado de cometer 14 homicídios, foi condenado à morte na câmara de gás, porém morreu em decorrência de um câncer no sistema linfático no corredor da morte em 2013, nos EUA. Leia mais sobre ele clicando AQUI.


2 – Peter Kürten

“Eu costumava vagar à noite pelo Hofgarten com bastante frequência, e, na primavera de 1930, notei um cisne dormindo na beira do lago. Eu cortei sua garganta. O sangue jorrou para o alto e o bebi sugando-o pelo corte”. O serial killer alemão, conhecido por Vampiro de Düsseldorf, foi culpado em nove casos de homicídio e recebeu sete acusações de tentativa de homicídio. Kürten foi sentenciado à morte por decapitação, foi executado em 2 de julho de 1931. Sua cabeça foi conservada para estudos. Logo depois foi dissecada e mumificada e faz parte do acervo do museu “Ripley's Believe It or Not!” na cidade de Wisconsin Dells, nos Estados Unidos.

1 – Ted Bundy

“Estamos por todos os lados, na rua ou na escola de seu filho, sempre haverá alguém tentando matá-lo”. Bundy é um dos mais famosos assassinos em série dos Estados Unidos, tendo feito entre 30 e 36 vítimas na década de 70. Seduziu diversas mulheres, mesmo na prisão, e as estuprava antes de matar. Foi condenado à morte na cadeira elétrica e executado em 1989. Clique AQUI e leia mais sobre ele.


by: Chico Izidro
Fonte: Aventuras na História

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Comentários

  1. Acho que serial killers deveriam ter mortes mais lentas e dolorosas

    ResponderExcluir
  2. graças a Deus que a maioria desses demonios foi despachada direto pro inferno. Não fazem a mínima falta.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SIGA-NOS NO FACEBOOK

POSTAGENS MAIS VISITADAS DA SEMANA

Links da Deep Web 2019

Links da Deep Web 2018

O menino do quarto Branco: A assombração da república Maracangalha - MG

Links da Deep Web

Os terríveis crimes da Rua do Arvoredo

Links Sinistros 152

A lenda da mulher do Táxi