Mulher é resgatada após 16 anos de cárcere privado em casa Pular para o conteúdo principal

Mulher é resgatada após 16 anos de cárcere privado em casa


A Polícia Civil do Ceará prendeu nesta terça-feira (28) um homem acusado de manter  - por ordem do pai - a irmã em cárcere privado por 16 anos. A mulher de 36 anos foi libertada no dia 9 de março e está sob tutela de uma família, recuperando-se do trauma.

Embora a princípio esse caso não seja tão grave, ele acaba lembrando muito o caso que aconteceu com a francesa Blanche Monnier, cujo caso foi abordado em uma matéria aqui no blog Noite Sinistra, e recentemente recebeu um vídeo no canal Noite Sinistra (assista ao vídeo no final dessa matéria).

Segundo Harley Filho, delegado regional de Itapipoca, o caso ocorreu em Uruburetama (a 114 km de Fortaleza) e a mulher foi mantida todo esse tempo em um cômodo de 3x3 metros, sem iluminação e ventilação precária.

"Recebemos uma denúncia anônima no dia 8 de março, de que havia uma mulher em cárcere privado há seis anos. Fizemos levantamentos e, no dia seguinte, identificamos a casa onde ela estava", conta.

Para chegar até o local, foi necessário arrombar quatro cadeados. A casa estava em um terreno com outras duas pequenas casas. Havia proteção de portas e portões. "Quando chegamos, ela estava despida e cheia de fezes, e a única atitude dela foi abrir os braços, como que pedindo socorro", afirmou.


O delegado disse que, quando houve o resgate, a mulher não conseguiu falar nem escrever e apresentava sinais de desnutrição. Por conta disso, não há detalhes sobre as condições em que ela vivia. "Tem uma família que a acolheu e, aos poucos, ela já está falando. Estamos esperando que ela se restabeleça para entrevistar", afirmou.

Gravidez não aceita

Em depoimento, o irmão suspeito do crime explicou ao delegado o que teria motivado o crime. "Ela tinha uma vida normal, teve um relacionamento e, depois do término da relação, teria apresentado distúrbios mentais, teve outra relação e engravidou. Os familiares não aceitaram e para evitar outras gestações, a mantiveram no cárcere", afirmou o parente, segundo o delegado.

O irmão da vítima detido é João de Almeida Braga, 48. Ele contou que a mulher foi mantida em cárcere desde a gestação e, ao nascer, o filho foi entregue para adoção.

Segundo o delegado, o irmão assumiu o cárcere após o pai perder as condições físicas. A mãe da mulher nunca teria admitido o cárcere, mas nunca denunciou o caso. "Ela tem um péssimo convívio com o marido, ficou debilitada e adoeceu junto com a filha", diz, citando que a ordem foi do pai, que também está debilitado e não foi preso.

João Braga ainda não tem defensor público no caso. A pena para o crime é de dois a oito anos, se não houver agravantes.

BY: Elson Antonio Gomes

Conheça o caso de Blanche Monnier, a francesa que passou 25 anos presa em sua própria casa


Fonte: Uol

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Noite Sinistra no YouTube

Gostaria de convidar os amigos e amigas a darem uma conferida no canal Noite Sinistra no YouTube, onde vocês podem encontrar várias matérias interessantes. Para acessar basta clicar no banner abaixo.

Acesse o canal Noite Sinistra no YouTube

Não deixem de se inscrever!!!

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

  1. "Embora a princípio este caso não seja tão grave..." quanto o de Blanche Monnier???? No próprio texto a descrição é desumana: "Quando chegamos, ela estava despida e cheia de fezes, e a única atitude dela foi abrir os braços, como que pedindo socorro". Imagine-se preso, colocado nestas condições. Seria grave o suficiente...garanto.

    ResponderExcluir
  2. Are you looking for free Twitter Re-tweets?
    Did you know that you can get them ON AUTOPILOT AND TOTALLY FOR FREE by using Add Me Fast?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.