Poucos cadáveres foram encontrados quando drenaram as Cataratas do Niágara Pular para o conteúdo principal

Poucos cadáveres foram encontrados quando drenaram as Cataratas do Niágara


Durante vários meses, em 1969, a torrente de água correndo sobre as Cataratas Americanas, uma das três cachoeiras que compõem as Cataratas do Niágara, foi reduzida a pouco mais do que um fio d'água. As Cataratas Americanas são reconhecíveis pelo imenso depósitos de rochas não consolidados - conhecidos como tálus em geologia - em sua base.

No final dos anos 1960, as preocupações estavam centradas no fato de que crescendo esse acúmulo mais rochas poderiam erodir as quedas completamente. Por esse motivo a catarata foi drenada, pois assim estudos poderiam ser realizados. Foi então que, para estudar a composição geológica das quedas e evitar sua potencial destruição, uma comissão conjunta norte-americana decidiu desaguá-las por cinco meses.

Com a queda da água seca um estranho fato foi constatado: poucos corpos foram encontrados no leito rochoso. As cataratas do Niágara são uma das mais belas atrações turísticas da América do Norte, e uma das mais visitadas. Porém o lugar é palco de muitas mortes também, seja por acidentes ou suicídios, e muitos dos corpos de pessoas que perderam a vida nas cachoeiras nunca mais veio a tona, por esse motivo o baixo número de cadáveres encontrados acabou sendo surpreendente.

Quando secaram as cataratas


Durante três dias, em junho de 1969, mais de 1.200 caminhões despejaram quase 28.000 toneladas de brita em uma barreira a montante das quedas, desviando o fluxo do Rio Niágara das Cataratas Americanas em direção a muito maior Cataratas Canadenses (Horseshoe).


Com as quedas secas pela primeira vez em milênios, o Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA começou sua pesquisa.

Enquanto os engenheiros perfuravam o leito do rio para mapear e apalpar as tensões, falhas e pressões da rocha, turistas empolgados corriam pela extensão seca, coletando moedas jogadas na água durante décadas.

Instrumentos foram plantados para monitorar movimentos de rochas em vários locais, parafusos de aço e cabos foram instalados para estabilizar as rochas e buracos de drenagem foram perfurados para aliviar a pressão hidrostática em vários pontos.

Quanto às rochas acumuladas na base das quedas, a opinião popular era que devia ser deixada a natureza as depositou. Embora os engenheiros determinaram que seria viável removê-las, a comissão concordou que seria um desperdício para uma meta puramente estética.

Em novembro de 1969, a barreira foi lentamente sendo removida, e as Cataratas Americanas voltaram a rugir, mas elas podem ser drenadas novamente em breve, já que duas passarelas em mau estado de conservação logo acima das quedas precisam ser substituídas.

Cadáveres encontrados

Durante o período em que a queda da água esteve seca, apenas dois cadáveres foram descobertos, número considerado por alguns observadores surpreendentemente baixo dado as histórias de acidentes e suicídios que aconteciam ali.

O homem visto na foto acima se chama Robert Overacker e tentou descer uma das cachoeiras com um jet ski, seu corpo foi resgatado por trabalhadores do barco de turismo.
Uma estimativa aponta que cerca de 5000 corpos foram encontrados no pé das quedas desde 1850, e que cerca de 40 pessoas são mortas todo ano afogando-se nas cataratas, muitas delas por suicídio. Dados oficiais afirmam que cerca de 20 a 25 pessoas se suicidam nas cataratas todos os anos.

Esse rapaz de caiaque também teria morrido em uma das quedas da água
As cataratas do Niágara atraíram muitos aventureiros que, de diferentes formas, resolveram descer a queda da água.  Algumas destas tentativas resultaram em acrobacias bem-sucedidas, porém outras se tornaram graves acidentes, alguns deles fatais. A primeira pessoa que se teve notícia que desceu as Cataratas foi Annie Edson Taylor, a qual utilizou um barril para descer em 1901.

Fotos das cataratas do Niágara secas

Abaixo os amigos e amigas podem conferir algumas fotos que mostram as cataratas secas.









Fontes: MDig e Wikipédia

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Noite Sinistra no YouTube

Gostaria de convidar os amigos e amigas a darem uma conferida no canal Noite Sinistra no YouTube, onde vocês podem encontrar várias matérias interessantes. Para acessar basta clicar no banner abaixo.

Acesse o canal Noite Sinistra no YouTube

Não deixem de se inscrever!!!



CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA

Comentários

  1. Ever wanted to get free Twitter Followers?
    Did you know that you can get these ON AUTOPILOT AND ABSOLUTELY FOR FREE by registering on Like 4 Like?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.