Chuva de aranhas no Brasil


Olá meus amigos atormentados, hoje contamos novamente com a participação do grande Silvio do blog O Mundo Real . Ele mandou esse matéria bizarra que foi publicada no portal G1. Aproveitem... 

O designer Erick Reis, de 20 anos, registrou uma 'chuva de aranhas' em Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná. Ao G1, ele contou que nunca tinha visto o fenômeno e que ficou assustado com a situação.

"Eu estava fotografando em uma festa de noivado de uns amigos meus e vi as aranhas quando estava indo embora, já no fim da tarde. Fiquei pasmo com a situação, nunca tinha visto igual, tanto que nem acreditei direito no que estava vendo", explicou. O flagra foi registrado no domingo (3).

Erick disse ainda que as aranhas estavam presas em teias e que se movimentavam bastante. "Bem estranho mesmo, fiquei tão distraído que até esqueci minhas câmeras na chuva. Eu não tenho nem ideia de quantas estavam aglomeradas, sei que eram muitas", acrescentou.

A bióloga especialista em aranhas da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Marta Fischer, analisou a imagem e disse que o fenômeno é normal e ocorre principalmente em cidades do interior de São Paulo. "São aranhas da espécie Anelosimus Eximius, também conhecidas como aranhas sociais. Elas normalmente ficam nas árvores durante o dia e no fim da tarde e início da noite constroem uma espécie de lençol de teias, cada uma faz a sua e depois elas se unem. O objetivo é para capturar insetos", explica a bióloga.


"Durante o dia elas destroem as teias para evitar que as aves façam isso", conclui Marta, que afirmou ainda que o veneno da espécie não causa riscos aos humanos.


Essa postagem é um oferecimento do blog O Mundo Real


Quando amanhecer, você já será um de nós...

Comentários

  1. Puta merda, se fosse eu, minha aracnofobia ia me atacar e fazer ter um infarto, odeio aranhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara minha sorte é que não tenho medo de aranha...afinal onde eu moro parece que existe um criatório delas...rsrsrsrs

      Excluir
  2. Imagine o quão trabalhoso deve ser a vida de uma Anelosimus Eximius;ocultar-se nas árvores durante o dia,construir lençois de teias enormes durante a tardinha,juntar-se com suas amiguinhas Anelosimus Eximius e destruir sua própria construção para voltarem sob as cascas da árvore e repetirem a rotina novamente.
    Uau...Ainda bem que sou humano :3

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SIGA-NOS NO FACEBOOK

POSTAGENS MAIS VISITADAS DA SEMANA

Links da Deep Web 2018

Links da Deep Web 2019

Links da Deep Web

Danny Rolling, o "Estripador de Gainesville"

O caso Araceli

A guerra entre as famílias Alencar, Sampaio e Saraiva

Laerte Patrocínio Orpinelli: O andarilho da morte

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick