Poema: Necrofilia

Saudações galera, hoje eu resolvi publicar um texto do Paulo Seben, que eu li no ótimo blog Café com Tripas. Eu acompanho esse blog, e o invejo...rsrsrsrs, afinal eu gostaria de escrever textos com a qualidade encontrada nesse blog. Sou um grande fã...Mas deixando a puxação de saco de lado, que tal ler o tal poema...Aproveitem...



Necrofilia


Nem morta.
Tu disse que nem morta eu te comia.
Tu tinha nojo.
Tinha nojo de mim porque eu sou coxo.
Eu sou leproso,
eu sou corcunda,
enquanto tua bunda era perfeita.

Tu disse que nem morta eu te comia?
Necrofilia! Necrofilia!

Aqui no cemitério não tem mistério.
Enquanto tua carne vai ficando podre,
a minha carne podre fica amando a tua.

Autor(Paulo Seben)


Comentários

Postar um comentário

SIGA-NOS NO FACEBOOK

POSTAGENS MAIS VISITADAS DA SEMANA

Links da Deep Web 2019

Links da Deep Web 2018

O menino do quarto Branco: A assombração da república Maracangalha - MG

Os terríveis crimes da Rua do Arvoredo

Links Sinistros 152

Links da Deep Web

A lenda da mulher do Táxi