Os misteriosos túneis de Ibirubá - RS

em 25/02/2020


Escavações são realizadas na cidade gaúcha de Ibirubá para investigar existência de supostos túneis usado por fugitivos nazistas. Moradores acreditam que estrutura no subsolo do centro da cidade foi construída por descendentes de alemães e pode ter sido utilizada como rota de fuga para países vizinhos durante a Segunda Guerra Mundial.

Quem acompanha documentários e sites que falam da segunda guerra mundial, sabe que existem muitas teorias, e até mesmo alguns indícios, de que nazistas prepararam terreno na América do Sul para uma possível fuga. Existem até mesmo histórias de que Hitler teria conseguido escapara para a Argentina antes do final da guerra. Aqui no Noite Sinistra já falamos de diversos casos desse tipo, casos estes que deixarei compartilhados ao longo do texto.

Embora muito do que se fala seja teoria, é sabido que nazistas como Josef Mengele (clique AQUI para saber mais) e Klaus Barbie (clique AQUI para saber mais), conseguiram de fato fugir para o nosso continente, isso para citar apenas dois dos mais conhecidos fugitivos nazistas.

Os túneis de Ibirubá

Desde a década de 70 existem rumores e boatos na cidade de Ibirubá a respeito da existência de túneis no subsolo da cidade. Porém a partir de 2015 o que antes era um mito, passou a ser levado mais a sério pela comunidade ibirubense, tanto que a prefeitura tem se mostrado interessada em investigar o assunto, ainda mais depois do caso ter sido retratado em uma matéria do programa Fantástico da Rede Globo no dia 06 de outubro de 2019.



Em 1945 as forças aliadas derrotaram o eixo formado por Japão, Itália e Alemanha, o que levou Hitler, a amante e os assessores mais íntimos ao suicídio. Foi quando vários outros nazistas que tiveram participação direta na guerra, e em atrocidades cometidas no conflito, fugiram da Alemanha, e acabaram procurando refúgio em diferentes locais da América do Sul. Um dos destinos destes poderia ter sido o Brasil, principalmente em regiões de imigrantes alemães, que poderiam ter ajudado os fugitivos. Acredita-se que muitas dessas fugas foram possíveis graças a túneis. É aí que entra o município de Ibirubá, atualmente com cerca de 20 mil habitantes.

O jornalista que investiga a história da cidade, Clóvis Messerchimidt disse que existe uma casa, onde vivia um antigo médico, Frederico Ernesto Braun, que poderia ter relações com o regime nazista, que abriga 4 ramais de túneis, que ligam diferentes pontos da cidade, local de acesso restrito.

Leia Mais: Fazenda com artigos nazistas no interior de São Paulo


Uma das empregadas da casa do médico, dona Iricema Grohe, que concedeu entrevista ao repórter da TV Globo, disse que lembra que na ápoca havia um cômodo onde era proibido aos funcionários. Ela lembra ter visto um alçapão no cômodo, na única oportunidade que teve de espiá-lo.

José de Souza, um pedreiro aposentado, também afirma a existência dos túneis, e inclusive recorda das escavações nos anos em que a guerra arrasava a Europa: “não sabíamos pra que eram as escavações na época” afirma José.

Desde 2015, a Administração Municipal tem conversado com o jornalista e dando apoio para buscar a fundamentação.

"Temos buscado a prudência na ação", diz o prefeito. Caso nada seja localizado, a prefeitura pretende fechar a escavação no mesmo dia, para evitar transtornos.

Se a existência do túnel for confirmada, o prefeito diz que tem intenção de contatar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e outros órgãos de apoio ao patrimônio público para idealizar um espaço turístico no túnel.

Estudo de geologia

Um grupo de geólogos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) estudou o local e detectou a existência de "duas anomalias côncavas" no subsolo. Os pesquisadores, no entanto, assinalam a possibilidade de fenômenos se originarem por outros motivos, que não o túnel.


"Desta forma, o significado de tais anomalias somente pode ser conhecido através de dados diretos, os quais permitirão indicar se estão relacionadas a mudanças antrópicas produzidas no subsolo ou a feições geológicas", narra o relatório.


Quatro pontos por onde supostamente o túnel passa, no cruzamento entre as ruas Flores da Cunha e Getúlio Vargas, foram sinalizados após os estudos dos geólogos.

Para quem acompanha a história, isso pode ser um sinal que confirma a presença do túnel.

Escavações realizadas

Ainda em outubro de 2019 escavações realizadas pela prefeitura de Ibirubá , uma empresa voluntária e bombeiros abriram asfalto e descobriram túnel, com parede de concreto construída dentro. Próximo passo é explorar o local com máquinas.


O asfalto foi aberto e escavado. A cerca de dois metros da superfície, as equipes se depararam com uma tubulação antiga de concreto. A estrutura foi furada, para que o bombeiro Bruno Santarém pudesse entrar.


Lá, ele andou por cerca de cinco metros, e encontrou uma parede de tijolos. Bruno descreve a estrutura como algo parecido com um túnel de esgoto, mas que não chegou a ser usado. "Tubos bem largos, num tamanho bem avantajado, 50 cm de espessura. Três paredes em L, com uma laje em cima. A tubulação segue para o centro da cidade".

A Corsan afirma que não se trata das suas tubulações. No interior do túnel, foi constatada uma parede de tijolos. O prefeito da cidade, Abel Grave (PRB), diz que se assemelha a uma caixa. "Nos deixou intrigados. Não temos isso no mapa do município", afirma.


A imagem acima é um frame exclusivo do material captado pela GM/2 Filmes, que está produzindo um documentário investigativo há mais de três anos sobre a possibilidade da existência do túnel.

Investigação continuará

O próximo passo será tentar explorar a extensão do túnel com o uso de equipamentos, sem que alguém precise descer até o local. O prefeito afirma que contatará geólogos e arqueólogos para isso.

A atividade mobilizou os moradores, que se concentraram nas proximidades das Ruas Getúlio Vargas e Flores da Cunha. "Tem uma série de argumentações e cenários. A maioria acredita que existe [o túnel usados por nazistas], cerca de 70%. E 30%, que não exista", observa o prefeito.

Se a existência do túnel for confirmada, o prefeito da cidade, Abel Grave (PRB), disse que tem intenção de contatar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e outros órgãos de apoio ao patrimônio público para idealizar um espaço turístico no túnel.

"Para recuperar essa história, que de repente em algum momento ficou obscura, mas é a história do nosso município que será desvendada", afirma Abel.

Conforme pesquisas, reportagens antigas e a crença popular de moradores, o suposto túnel está na região central da cidade, com ramais que totalizariam cerca de dois quilômetros de extensão.

Teria sido construído por moradores descendentes de imigrantes alemães. Serviria para contrabando e para passagem de colaboradores de Adolf Hitler na América Latina.

Ameaças

Em virtude da investigação, Clóvis disse ter sofrido ameaças nos últimos meses.


“Um cidadão se aproximou e, em tom de ameaça, me coagiu a parar imediatamente, para que não sofresse represálias. Foi então que, infelizmente, decidi interromper as perfurações, mantendo apenas os dois primeiros buracos. Não foi a primeira vez que sofri ameaças. Meses atrás, recebi uma carta anônima contra mim e minha família, dizendo para cessar com as investigações sobre os túneis, me obrigando a registrar um boletim de ocorrência”, relatou.

Descobertas recentes num antigo frigorífico

No início de 2020, o jornalista Clóvis encontrou dentes possivelmente humanos, em um antigo frigorifico da região, que segundo suas pesquisas pode ter relação com as atividades nazistas na cidade.


O achado coloca mais um ingrediente na lenda urbana sobre a existência de túneis nazistas no município de 20 mil habitantes. O jornalista Clóvis Messerschmidt diz que a descoberta pode ter ligação com as supostas redes subterrâneas montadas para facilitar o esconderijo e a fuga de nazistas para países da América do Sul.

Após assistir a uma reportagem na televisão sobre o caso dos túneis, uma idosa, que atualmente mora na Região Metropolitana, teria relatado a Clóvis que uma das estruturas subterrâneas desembocaria no frigorífico. Segundo essa senhora, que alega ter circulado pelas instalações do estabelecimento no passado, o local teria sido utilizado para cremar corpos de pessoas que adoeciam após trabalho extremo na manutenção e ampliação dos supostos túneis. Apontada pelo jornalista como “testemunha-chave” do caso, essa mulher disse ter adentrado, quando criança, em um túnel que fazia ligação de uma casa no centro da cidade com o frigorífico. Ela afirmou ter presenciado uma situação macabra nas dependências da empresa. 

— Ela contou, que em uma certa ocasião, presenciou pessoas sendo arrastadas para dentro da caldeira do frigorífico. Ouviu gritos de socorro. Ela lembra de um senhor tentando fugir — afirmou Clóvis.

Após ouvir os relatos da mulher, o jornalista visitou as instalações do frigorífico, fez amizade com o zelador do local e iniciou uma busca por indícios que confirmassem a versão da testemunha. Na última quarta-feira (19/02/20), o jornalista encontrou os primeiros dentes aos vasculhar cinzas nas proximidades da caldeira. Um dia depois, voltou e encontrou mais peças e resolveu acionar a polícia.

Dentes estariam nas proximidades de uma caldeira - Clovis Messerschmidt / Arquivo Pessoal
A delegada Caroline Bamberg, de Cruz Alta, que está responsável pela Delegacia de Ibirubá nas férias da colega Diná Rosa Aroldi, afirmou que um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado. Os dentes apresentados pelo jornalista foram recolhidos e encaminhados para a perícia, que deverá apontar se o material é humano. 

— Só a perícia vai dizer se são ou não dentes humanos. Existem muitos animais que têm a dentição, alguns dentes bem parecidos, semelhante aos nossos. Agora, a gente vai verificar isso por meio da perícia — explica a delegada.

Bamberg estima que o laudo poderá apontar também a idade ou quanto tempo os dentes estavam no local. A delegada destaca que o resultado técnico será fundamental para estabelecer os próximos passos da apuração.

Aguardando o resultado da perícia, Clóvis já está alinhando a continuidade de sua busca pelos supostos túneis nazistas:

— Agora em março, estou organizando uma força-tarefa com a UFRGS para geólogos com georradares virem aqui localizar esse túnel do frigorífico. A intenção é fazer um mapeamento subterrâneo dessa saída de túnel.

Até o momento, os supostos túneis não foram encontrados e o mistério que alimenta rumores e a lenda na região segue.

Matéria exibida pelo Fantástico





Quando amanhecer, você já será um de nós...

5 comentários:

  1. Que ‘loko’ esta matéria!!!
    Este assunto está bem presente na minha cabeça, pois acabei de assistir a série Hunters da Amazon.

    """"CUIDADO SPOILERS"""".
    Na série fica bem claro que a América do Sul foi o principal destino dos nazistas fujões. E na última cena do último episódio mostra que Hitler está morando na Argentina.
    """"FIM DOS SPOILERS"""".

    75 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial e surgem sempre coisas ligada a ela. Que o diga algumas cidades da Europa que as vezes tem que ser evacuadas para desarme de alguma bomba que foi achada. Isso quando não são descobertas e elas acabam explodindo sozinhas como uma no ano passado na Alemanha. Sorte que foi num local ermo.
    Torço para que aqui no Brasil seja levado a sério estes casos e tenha um estudo adequado para que a história correta seja escrita.
    Achei legal a atitude deste prefeito em pesquisar e querer transformar em atração turística.
    Espero ficar sabendo o final deste caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não assisti a essa série, mas como me interesso muito nos casos da segunda guerra mundial vou dar uma conferida...

      Excluir
  2. Não sei se vocês reparam as o Clóvis tem sobrenome de caça de guerra alemão. Eu hein?!?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa...eu não tinha reparado... O massa é que antigamente muitos armamentos, na verdade inventos de um modo geral, recebiam o nome dos seus criadores, por isso de muitos sobrenomes ligados a marcas e modelos de armas e tals, as armas winchester são um exemplo bem comum...

      Excluir
  3. Do you realize there is a 12 word sentence you can say to your crush... that will induce deep feelings of love and instinctual appeal for you deep inside his heart?

    That's because deep inside these 12 words is a "secret signal" that triggers a man's instinct to love, admire and guard you with all his heart...

    ===> 12 Words That Trigger A Man's Love Instinct

    This instinct is so hardwired into a man's genetics that it will drive him to try better than before to build your relationship stronger.

    Matter of fact, fueling this influential instinct is so binding to achieving the best ever relationship with your man that once you send your man a "Secret Signal"...

    ...You'll immediately find him open his heart and soul to you in a way he's never experienced before and he will perceive you as the only woman in the galaxy who has ever truly understood him.

    ResponderExcluir

Topo