Crocodilo gigante já matou 300 pessoas e é conhecido como "demônio" na África


Devorador de hipopótamos e "à prova de balas", crocodilo do Nilo conhecido como Gustave, assusta a população do pequeno Burundi, país localizado no centro da África; ele já foi tema de documentário e inspirou até um filme de terror.

Um crocodilo do Nilo gigante assusta, há décadas, a população que vive às margens do rio Ruzizi, no Burundi, região central da África. O animal é conhecido pelos moradores locais por matar humanos por "maldade", ser à prova de balas e caçar animais de grande porte como hipopótamos. Algumas pessoas ainda acreditam que o réptil seja um "demônio".


Entre a realidade e a mitologia, o crocodilo Gustave ganhou fama ao redor do mundo e foi tema de um documentário, além de inspiração para um filme de terror. Segundo as autoridades locais, o animal ataca na região há mais de 30 anos.


Pesquisadores acreditavam que o réptil já teria mais 100 anos, mas, como ele tem a dentição perfeita, estima-se que ele é bem mais jovem, provavelmente com menos de 60 anos. Existe a chance de mais de um crocodilo ter sido chamado de "Gustave". No entanto, o tamanho do animal, que é maior da espécie já avistado no continente, afasta essa possibilidade. Segundo pesquisadores, Gustave teria cerca 7 metros de comprimento e pesaria quase uma tonelada. No entanto, não é possível saber as medidas exatas do animal.

O "demônio" assassino de humanos

De acordo com os moradores locais, Gustave já matou mais de 300 humanos durante as últimas décadas. O que chama atenção, no entanto, é que o animal não come suas vítimas, apenas as arrasta para o rio, as afoga e despedaça os corpos. Essa parte lenda é corroborada pelas autoridades, que já encontraram vários cadáveres mutilados no rio Ruzizi e no lago Tanganyika, onde o animal também já foi avistado.


Pesquisadores não conseguem achar motivos para o comportamento do crocodilo. De acordo com cientistas, esse tipo de predador raramente ataca fora da água, a não ser quando ameaçado. No entanto, a maioria das testemunhas dos ataques diz que o réptil pegou as pessoas desprevenidas na beira da água sem qualquer provocação.

Para o povo local, no entanto, o animal caça por "maldade". A lenda de Gustave cresceu ao longo das décadas e parte da mitologia do Burundi prega que o animal é uma aparição demoníaca.

Devorador de hipopótamos e à prova de balas

Outro fato curioso, e também comprovado, sobre os hábitos de caça de Gustave é que ele costuma comer animais como hipopótamos e gnus, que raramente são presas de crocodilos por conta do tamanho. Pesquisadores acreditam que, por ser muito grande e, portanto, mais lento, Gustave precisa caçar animais maiores para se alimentar. O hipopótamo é conhecido por ser o mais perigoso animal da savana africana. No entanto, Gustave já matou dezenas de animais da espécie.

Em um vídeo do documentário Capturing the Killer Croc, é possível ver Gustave se aproximando de hipopótamos. Normalmente agressivos, eles não atacam o crocodilo, e começam a se aglomerar. O réptil fica ao lado das possíveis presas, mas também não ataca. Assista:


O réptil não é caçado apenas por pesquisadores, mas também pelo exército local. De acordo com oficiais, pelotões já abriram fogo contra o crocodilo, que não esboçou qualquer reação. Segundo cientistas, o animal é tão grande que as balas provavelmente não penetram em sua pele. Nas últimas vezes que foi visto, pesquisadores encontraram várias cicatrizes de bala no corpo do crocodilo, que já sobreviveu a rajadas de AK-47.

Soldados ainda relatam que já jogaram granadas na direção do animal e que já atiraram nele com um lançador de foguetes, o que foi finalmente suficiente para assustá-lo. De acordo com especialistas, no entanto, os oficiais provavelmente erraram a mira.

Fama inspirou filmes

A fama de Gustave deixou a África e já inspirou produções cinematrográficas. Em 2004, o documentário Capturing the Killer Croc, o herptólogo Patrice Fey liderou uma equipe que tentava capturar o animal. Eles não tiveram sucesso, mas conseguiram algumas das únicas imagens em vídeo do réptil gigante.


Já em 2007, o filme de terror Primitivo se inspirou na lenda de Gustave e em Capturing the Killer Croc para contar a história de uma equipe de televisão norte-americana que vai até o Burundi para reportar sobre um crocodilo gigante devorador de humanos, que leva o mesmo nome da lenda local.
by: Elson Antonio Gomes
Quando amanhecer, você já será um de nós...

Comentários

  1. mano, vi um video esses dias de um cara que tava pescando, ai ele grava um jacare arrastando um corpo na agua... por isso evito ficar na beirada de rio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também vi o video.... é chocante, tem também de um bombeiro que tirou uma ossada de um rio/represa... algo assim o qual morava piranhas... estado do Amazonas.

      Agora imagine a uns 200 anos atrás, quando um bicho desse naipe, descobria que humanos era fácil de caçar (audição mediana, olfato ruim, cuidados mínimos, lento para correr) digo isso pois acredito em cidades pequenas(com a população crescendo) sem contato umas com as outras. Pessoas isoladas da família(ninguém dava muita falta na região do sumiço); caçadores, garimpeiros, pesquisadores, turistas etc.

      Excluir

Postar um comentário

SIGA-NOS NO FACEBOOK

POSTAGENS MAIS VISITADAS DA SEMANA

Links da Deep Web 2019

Links da Deep Web 2018

Links da Deep Web

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Fazenda de Corpos: Estudando a Morte

O misterioso desaparecimento de Jimmy Hoffa