O misterioso desaparecimento de Madeleine McCann


Sumiço da menina britânica em maio de 2007 num resort de Portugal permanece um mistério. Esse é um dos casos mais famosos de desaparecimento ocorrido nos últimos anos, e a falta de solução criou uma série de teorias. Convido os amigos e amigas a conferir um pouco mais a respeito desse caso.

O desaparecimento de Madeleine McCann

O famoso desaparecimento aconteceu na noite de 3 de maio de 2007 em um resort na Praia da Luz, região de Algarve, em Portugal. A família McCann deixou a Inglaterra para passar férias no local, uma praia frequentada por muitos britânicos. Com três crianças pequenas – Madeleine, com quase 4 anos, e os gêmeos Sean e Amelie, com 2 anos – os McCann se instalaram no resort Ocean Club. O lugar era bem pacato. Em vez de muros e grades, os prédios com os apartamentos dos hóspedes davam diretamente para as ruas de um tranquilo vilarejo de 3 mil habitantes.


Gerry e Kate McCann, pais de Madeleine
Na noite do dia 3 de maio, Madeleine desapareceu. No início, a polícia portuguesa trabalhou com a ideia de rapto. Com o tempo, porém, as suspeitas também se voltaram contra os pais da garota, Gerry e Kate.

Após o sumiço, houve apelos por informações da menina em diversos locais do mundo, e pessoas famosas, como os jogadores Cristiano Ronaldo e David Beckham, fizeram apelos na televisão para que a menina fosse encontrada com vida.

Centenas pessoas foram ouvidas pela polícia portuguesa – os pais da menina, funcionários do hotel, outros frequentadores. Cães farejadores também participaram das buscas. A polícia pegou peças de roupa da menina inglesa, e graças aos animais, foi possível descobrir que Madeleine chegou a passar por outro apartamento do balneário antes de desaparecer.


Passado um mês, apenas uma das pessoas ouvidas pela polícia foi considerada oficialmente suspeita - o cidadão britânico Robert Murat, de 33 anos, que mora com a mãe em uma casa próxima ao hotel onde a menina desapareceu. Ele chegou a ser detido e interrogado, mas foi solto por falta de provas. Ele disse posteriormente que a história "acabou com sua vida".

Em setembro de 2007, quatro meses após o ocorrido, a polícia portuguesa declarou os McCann suspeitos do desaparecimento da menina, o que eles negaram categoricamente.

Após diversas reportagens que os responsabilizavam pelo ocorrido, os pais de Madeleine aceitaram, em março de 2008, um pedido de desculpas e uma indenização por danos morais de dois jornais britânicos.

Relatos

Desde o desaparecimento, centenas de relatos de aparições de Madeleine surgiram ao redor do mundo. Em alguns casos, a menina estaria viva e teria sido vista com outros adultos – alguns alertas resultaram na mobilização de dezenas de policiais.

Em outros, Madeleine estaria morta – a polícia portuguesa chegou a analisar ossos encontrados durante a busca, que acabaram não sendo da menina.

Em 2011, a mãe da menina, Kate, publicou o livro "Madeleine", no qual relata o "pesadelo sem fim" e "as visões horríveis" que teve sobre o paradeiro da filha.

Fotografia tirada por turistas espanhóis mostra uma menina parecida com Madeleine no Marrocos (Foto: Reuters)

Teorias

Desde o final de 2007, as investigações passaram a seguir dois ramos distintos: enquanto a polícia portuguesa analisa evidências contra o casal McCann, estes, injuriados por serem considerados suspeitos, contrataram uma agência privada de detetives, que trabalha na hipótese de uma rede internacional de pedófilos ter sequestrado a menina e a levado para o Marrocos.

Hipótese 1: Sequestro

  1. Às 19h30, o casal Gerry e Kate McCann, hospedado no resort Ocean Club, começou a se preparar para jantar com um grupo de amigos. Eles garantem: deixaram os filhos dormindo e, às 20h30, chegaram pontualmente ao restaurante do resort;
  2. Os McCann jantaram no restaurante Tapas, a menos de 100 m do apartamento. Gerry disse que às 21h foi checar as crianças e que viu Madeleine dormindo. Na volta, conversou com outro turista numa rua perto do apartamento;
  3. Quando Gerry voltou ao Tapas, um homem branco, entre 35 e 40 anos, teria entrado no quarto. Jane Tanner, amiga que jantava com os McCann, diz ter visto na rua um homem com uma criança no colo, mas não pensou que pudesse ser Madeleine;
  4. Kate afirma que às 22h foi a vez de ela checar os filhos. Ao chegar ao quarto, teria visto que a filha havia desaparecido e encontrado uma das janelas aberta, como se tivesse sido forçada. Kate correu e avisou os amigos;
  5. Na hipótese de rapto, uma das maiores suspeitas é que Madeleine poderia ter sido levada por um inglês, Robert Murat, que mora perto do apartamento dos McCann. Por essa versão, Robert teria embarcado a menina num barco na noite do rapto;
  6. É possível que Madeleine tenha sido levada para Tânger, no Marrocos, numa ação de uma rede de pedófilos. No dia 9 de maio, uma turista norueguesa que ainda não sabia do caso teria visto a menina no Marrocos. Seria a última pista de Madeleine;
  7. Após as autoridades portuguesas encerrarem sua investigação em 2008, a Scotland Yard, polícia britânica, abriu sua própria investigação em 2011, seguindo a hipótese de sequestro. Foi desse novo esforço que saiu a imagem acima, estimando a aparência de Madeleine em 2012, quando ela teria nove anos de idade. Apesar de já ter coletado mais de mil depoimentos, investigado centenas de suspeitos e gasto mais de 11 milhões de libras, a investigação, chamada de Operação Grange, ainda não conseguiu descobrir o que houve com a menina;

Hipótese 2: Pais assassinos

  1. O diário de Kate, que é médica anestesista, revela que ela achava Maddie uma criança que “consumia suas forças”. Na hipótese da culpa dos pais, ela e o marido teriam dado um tranquilizante à filha para jantarem sossegados. Esse foi o único dia em que o casal dispensou o serviço gratuito de babá do resort;
  2. A dose do tranquilizante teria sido excessiva e Madeleine teria morrido após ser drogada. O casal tomaria então uma atitude desesperada: eles teriam posto o cadáver da filha num carro e levado o corpo a cerca de 30 m do resort, deixando-a em um matagal;
  3. Às 20h30 os McCann estariam de volta ao hotel, prontos para jantar com os amigos. Às 21h, Gerry foi até o quarto, não para olhar os filhos, mas para dar retoques na cena do crime, deixando a janela aberta. Às 22h, Kate teria dado início à farsa, comunicando o sumiço da filha;
  4. O apartamento dos McCann lotou de policiais e amigos do casal. Mesmo com o quarto cheio de pessoas falando em voz alta, os outros dois filhos seguiram dormindo profundamente. Nessa hipótese, isso se explicaria por eles também terem sido sedados;
  5. 25 dias depois, o casal teria alugado um carro, recuperado o cadáver e o despachado de vez em alguma região do Algarve ou no mar. Ao investigar um carro de fato alugado pelos McCann após o crime, a polícia achou fluidos corporais no porta-malas;
  6. Cães farejadores revistaram o quarto dos McCann e acharam vestígios de sangue no piso. Essa pista e os fluidos do carro foram analisados. De 19 marcadores de DNA, 15 mostraram-se compatíveis com o DNA de Madeleine – os outros quatro estavam degradados demais. Tais testes eram os principais indícios contra os pais;
  7. Em julho de 2008, as autoridades portuguesas concluíram que não havia evidências de que os McCann haviam sido responsáveis pelo desaparecimento e fecharam o caso. O Inspetor Chefe que chefiou o caso entre os meses de maio e outubro de 2007, Gonçalo Amaral, se demitiu em 2008 para escrever um livro a respeito, Maddie: A Verdade da Mentira. A obra afirma que Madeleine morreu acidentalmente e o casal inventou a história de sequestro. Os McCann processaram pedindo indenização, mas, em 2017, a Suprema Corte portuguesa decidiu negar o recurso;

Polícia inglesa continua investigando o caso

Embora a polícia portuguesa tenha desistido do caso ainda em 2008, a polícia britânica não se deu por vencida, e permanece investigando o caso do desaparecimento.

Em 2011, as autoridades britânicas lançaram uma revisão do caso depois que os pais de Madeleine escreveram ao primeiro-ministro, David Cameron, dizendo que não estava sendo feito o bastante para encontrar sua filha.

Em abril de 2012, a polícia britânica afirmou existir uma "possibilidade" de que Madeleine estivesse viva, e pediu às autoridades deste país a reabertura do caso. Uma projeção de como seria Maddie com 9 anos foi divulgada. Na época, a polícia de Portugal disse não ter elementos para reabrir o caso.

Madeleine à época do desaparecimento e como poderia estar em 2012

Na mesma época, em entrevista ao Fantástico, a mãe da menina disse ainda ter esperanças. "Não tenho dúvida que um dia iremos reconhecer a nossa filha. Tenho certeza de que Madeleine vai se lembrar de nós", afirmou.

Em julho de 2013, a Scotland Yard anunciou que iniciaria uma nova investigação sobre o desaparecimento de Madeleine.

Em outubro, foram revelados novos detalhes sobre o desaparecimento da menina no programa de investigação da BBC "Crimewatch”, que derrubaram a linha inicial de investigação da polícia portuguesa.

A Scotland Yard afirmou que uma das possibilidades da nova linha de investigação é a de que o desaparecimento da garota poderia ter sido planejado.

A polícia diz ter feito uma nova e mais completa reconstituição do caso e divulgou um novo retrato falado de um homem que pode ser "vital" para a solução do desaparecimento, segundo os investigadores.

Os dois retratos falados da mesma pessoa foram feitos com base no depoimento de duas testemunhas que viram o homem na noite em que a menina desapareceu.

Fotos de novos suspeitos no caso Madeleine McCann, foram divulgadas pela Scotland Yard (Foto: Metropolitan Police/AP)
O novo inquérito também se concentrou em concentrando em milhares de gravações telefônicas do resort na época.

Desde a exibição do programa da BBC, mais de mil pessoas entraram em contato com a polícia para fornecer possíveis informações sobre o caso.

A polícia londrina disse ter feito 31 pedidos em vários países por informações relacionadas aos telefones utilizados então. Há 41 suspeitos, descritos como "objetos de investigação", e 15 têm nacionalidade britânica.

Na mesma época, o Ministério Público português também reabriu o caso.

Mais suspeitos

Em janeiro de 2014, a polícia britânica pediu ajuda das autoridades portuguesas na investigação para deter três suspeitos de furto que supostamente atuaram no complexo de férias português onde os McCann passavam férias quando a filha deles desapareceu, segundo o tabloide britânico "Daily Mirror".

Um porta-voz dos pais da menina, Gerry e Kate McCann, disse ao "Daily Mirror" que os agentes britânicos estão preparados parar efetuar detenções e interrogatórios em Portugal sobre o desaparecimento de "Maddie.

O tabloide afirmou que os agentes estavam se preparando para ir até o Algarve na tentativa de falar com os três indivíduos considerados "suspeitos-chave" do caso. O trio teria efetuado furtos no complexo de férias onde Madeleine desapareceu, no dia 3 de maio de 2007.

Relato da Babá de Madeleine McCann

Dez anos após o misterioso desaparecimento de Madeleine, a babá – que não revelou seu nome – que cuidou da criança de três anos em várias ocasiões no resort, quebrou seu silêncio.

Em uma entrevista ao Daily Mirror, ela falou sobre a noite trágica.

Segundo relatos, a babá trabalhava no resort de luxo da Praia da Luz – o local onde os McCann estavam hospedados durante suas férias.


Ela se lembra vividamente do terrível momento em que Kate e Gerry perceberam que Maddie havia desaparecido. Gerry tentou desesperadamente encontrá-la, enquanto Kate lamentava.


“Essa é a única coisa que eu realmente lembro dele, olhando embaixo dos carros. Não consigo esquecer isso ”, explicou a babá.

De acordo com o Mail, a mulher ainda tem pesadelos e é assombrada por suas lembranças daquele dia. A reação de Kate é algo que realmente ficou com ela.

“Kate McCann lamentou: ‘Eles a levaram’. Ela estava chorando, mas quase em um estado catatônico, e Gerry estava muito angustiado.”

Ela diz que a área era considerada extremamente insegura, tanto que empregados e babás recebiam alarmes de estupro quando estavam caminhando sozinhos para casa.

Desaparecimento de Madeleine ganha série documental na Netflix

A série "O desaparecimento de Madeleine McCann" entrou no ar na Netflix no dia 15-03-19, um dia após a divulgação do trailer. O diretor da série é Chris Smith, que também já esteve à frente do filme "Fyre festival: fiasco no Caribe", sobre o malfadado festival de música nas Bahamas, em 2017.


Fontes: G1 e Super Interessante

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Comentários

  1. eu sinceramente acredito nessa versão de que que os pais a a mataram, dando essa dose excessiva de tranquilizantes pra menina...eles viram que fizeram bobagem e inventaram essa historia toda para se livrar da cadeia...porque justo nessa noite do jantar eles dispensaram a babá??? Não foi nenhuma coincidencia...foi algo premeditado...diante de tantas provas contra eles, porque eles não foram presos??? Encontraram fluidos num carro alugado por eles; manchas de sangue no chão do quarto; os gemeos não acordaram mesmo com tanta algazarra no local (sinal de que foram dopados). Os pais doparam as crianças para não serem incomodados e dispensaram a babá para ela não suspeitar disso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, as evidências até que são interessantes, mas o problema é que sem um corpo como provar que os pais cometeram o crime? É algo parecido com o que aconteceu com a Eliza Samúdio aqui no Brasil, só que no caso da Eliza haviam mais indícios do que no de Madeleine.

      Outro fator interessante é que as pessoas envolvidas eram inglesas, logo havia uma pressão política de outro país que não fosse Portugal, de onde era a força policial que investigava o caso, para a resolução do mesmo, e talvez até defendendo os pais da criança.

      Me lembro de ter pensado tal como você na época que a polícia começou a cogitar o envolvimento dos pais. Mas não creio que haveria uma condenação, não com o que a polícia tem em mãos.

      Excluir
    2. De fato esse é uma dos maiores mistérios a respeito de desaparecimentos,talvez os pais tenham feito isso mas eu creio que não, há tempos atrás li em outro blog sobre a investigação de detetives particulares que levavam a outra hipótese, nela os investigadores acreditavam que uma rede de pedófilos sequestrou Madeleine só que a venderam para gente mais sádica onde ela teria ido para numa rede de criminosos que vendiam os Snuf f Móveis,dizem que a garota foi vítima num desses vídeos divulgados e vendidos na Deep Web,inclusive havia uma espécie de foto da garota amarrada há uma árvore no meio do mato no escuro... Bem pode ter sido fake ... Mas é uma linha a se investigar

      Excluir
  2. Olá, meu nome é Viktoria Benjamin Eu sou de Tartu, mas eu mudei para Waterton Lakes National Park Canadá com meu marido. As palavras não podem explicar como estou animado para a restauração do meu casamento quebrado e agora meu marido está completamente de volta depois de deixar eu e nossos filhos para outra mulher. Estamos casados ​​há sete anos e, no decorrer de nosso casamento, tivemos uma série de lutas que persistiram até que ele finalmente partiu comigo e nossos filhos e se mudou para a Austrália para ficar com outra mulher. Ele bloqueou todos os meios de comunicação, ele os torna inválidos. Eu ensinei que minha vida acabou e meus filhos ensinaram que nunca mais veriam seu pai. Eu tentei ser forte apenas para meus filhos, mas eu não conseguia controlar as dores que atormentavam meu coração, eu estava consumido pela tristeza e pela dor porque eu realmente o amava. Todo dia e noite eu penso nele e sempre gostaria que ele voltasse comigo, eu estava literalmente enlouquecendo e precisava de uma intervenção divina, então eu contei cada um dos meus problemas para uma amiga minha que uma vez teve desafios semelhantes nela. vida de casamento. Ela me encaminhou para um homem muito poderoso chamado DrIgbinovia. Ela disse que ele era a única razão para a felicidade que ela estava desfrutando até hoje Drigbinovia pode ajudar, relacionamentos quebrados, ela disse que é que eu tive que colocá-lo em tentar.Entrei em contato com ele em seu E-mail-Adresse doctorigbinovia93@gmail.com e ele me deu instruções sobre o que fazer e então eu fiz, então ele fez um feitiço de amor para mim. Para minha maior surpresa, depois de três semanas, meu marido me ligou e disse que sentia tanto a nossa falta quanto as crianças, fiquei tão surpresa, meu coração se encheu de alegria e excitação, e comecei a sombrear minhas lágrimas. Ele pediu desculpas por seu erro e se desculpou pela dor que causou a mim e aos filhos. É assim que ele voltou para nós, com muito amor e alegria, e a partir daquele dia nosso casamento foi agora mais forte do que antes. Graças a Drigbinovia ele é um homem muito poderoso, então eu decidi compartilhar minha história por causa daquelas mulheres e homens que experimentaram o que aconteceu. Eu quero que você saiba que existe uma solução. Drigbinovia é a solução, um verdadeiro e poderoso conjurador que orou por viver muito tempo para ajudar mulheres e crianças em seu tempo de dor. E também tem feitiços para curar hiv, câncer, etc ou WhatsApp via via +2348144480786 GOOD LUCK,

    ResponderExcluir

Postar um comentário

SIGA-NOS NO FACEBOOK

POSTAGENS MAIS VISITADAS DA SEMANA

Maníacos de Dnepropetrovsk (3 guys and 1 hammer)

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Links da Deep Web 2019

Links da Deep Web 2018

Paixão e Assassinato: A história de Sada Abe e Kichizo Ishida

Links Sinistros 152

Links da Deep Web

Links da Deep Web (Abril de 2014)