Cientistas descobrem evidência da existência do continente Mauritia Pular para o conteúdo principal

Cientistas descobrem evidência da existência do continente Mauritia


Pesquisadores dizem ter evidências da existência do continente perdido, Mauritia. Eles são geólogos de universidades na Alemanha, África do Sul e Noruega, e tiveram seu artigo publicado na revista.


A equipe encontrou rochas nas Ilhas Maurício, no Oceano Índico, com cristais de zircônia que tinham quase 2 bilhões de anos, ou seja, muito mais velhos que a própria ilha – que existe há 9 milhões de anos. Isso forneceu um indício da existência de uma camada continental abaixo do oceano. Os cristais provavelmente foram carregados para a superfície com a ajuda de magma vulcânico.

Os pesquisadores não sabem muito mais sobre Mauritia além de sua localização. Além disso, eles sabem que os cristais têm idade semelhante aos encontrados em Madagascar, sugerindo que a ilha pode ter sido conectada ao continente no passado distante. É possível que Mauritia possa ter se transformado no que é hoje quando o supercontinente Gondwana se separou. Ele incluía a maior parte das terras firmes que hoje formam a América do Sul, África, Antártica, Austrália, Nova Zelândia e Índia.


Continuar pesquisando sobre este continente submerso apresenta obstáculos, já que Mauritia provavelmente está espalhado em pedaços no fundo do oceano. Mesmo se o estudo parar por aqui, ele já é importante por mostrar que a separação dos continentes aconteceu em um processo muito mais complexo do que se acreditava inicialmente.


Há um bilhão de anos, a superfície da Terra estava agrupada em um grande continente chamado Rodínia (ele antecede a Pangeia). Nesse continente, Índia e Madagascar ficavam próximos um do outro. E segundo a investigação da equipe, entre eles ficava o continente Mauritia.

À medida que as placas tectônicas começaram a se mover, o continente de Mauritia se fragmentou, até se perder no oceano. No entanto, uma pequena parte desse continente pode ter sobrevivido. Os cientistas acreditam que a ilha de Seychelles, no meio do Oceano Índico, possa ser um dos muitos fragmentos de Mauritia que existem até hoje.

Fonte: Hypescience

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.