Estamos vivendo em uma simulação? Pular para o conteúdo principal

Estamos vivendo em uma simulação?


Muitos são os sites ligados a assuntos como teorias da conspiração e até ufologia que volta e meia publicam matérias falando a respeito de teorias que sugerem que a humanidade estaria vivendo em uma simulação, a exemplo do que é mostrado no filme Matrix. A ideia parece um tanto absurda, mas existem cientistas pesquisando o assunto, e até mesmo sites científicos respeitados dando espaço para essas discussões.

No texto abaixo trago a vocês uma matéria que fala a respeito da possibilidade de estarmos de fato vivendo em uma simulação, e que, segundo pesquisas, as possibilidades disso ser verdade são maiores do que imaginamos.

As chances de estarmos vivendo em uma simulação são estarrecedoras

Estamos vivendo em uma simulação de computadores? Essa é uma ideia absurda certo? A primeira objeção a ela é: como podemos saber, ao certo? E se disserem a você que existe mais possibilidade de este universo ser uma simulação do que de não ser?

Como se sabe, hoje, o fenômeno da simulação e da realidade virtual desenvolveu-se bastante. Jogos existentes e uma variedade de programas educacionais quase estão nos apresentando o mundo virtual como se fosse real. Se simulações tão realistas podem ser feitas mesmo com a tecnologia de hoje, existe uma grande possibilidade de que seres humanos possam projetar um universo o da Matrix no futuro. E aqui começa a teoria da simulação.

As questões

Todos já ouvimos falar da ideia de que o filme The Matrix não seja apenas uma ficção, mas também um acúmulo de pesquisas que não conhecemos e que expõe um pequeno reflexo dos resultados dessas investigações.

Longas teorias filosóficas e científicas propuseram, no passado, que a realidade é uma ilusão. O argumento de simulação foi originalmente sugerido por Nick Bostrom. É como no filme “The Matrix”, disse Bostrom, “exceto pelo fato de que, em vez de ter cérebros em recipientes alimentados por entradas sensoriais de um simulador, os próprios cérebros também fazem parte da simulação. Um grande programa de computador simularia tudo, incluindo desde cérebros humanos até neurônios e sinapses”. Depois dele, muitos pensadores defenderam que esse argumento pode ser real, como o fizeram Nick Bostrom, Tesla ou o fundador do Space X, Elon Musk. De acordo com Jean Baudrillard, o universo não é mais do que uma simulação: tudo é inanimado e feito a partir de imagens. Elon Musk também pensa que sejamos, quase certamente, entidades geradas por computador que vivem dentro de um videogame de uma civilização mais avançada, embora possamos pensar que somos participantes do mundo físico. E ele acrescenta: “A chance de vivermos numa base real é de uma em bilhões”.

Suponhamos que essas pessoas simuladas estejam conscientes (como seriam se as simulações fossem suficientemente bem elaboradas e se uma certa posição amplamente aceita na filosofia da mente estiver correta). Então, poderíamos reconhecer que a grande maioria das mentes como a nossa não pertença à raça original, mas sim à de pessoas simuladas por descendentes avançados de uma raça original. É então possível argumentar que, se fosse esse o caso, seríamos racionais ao pensar que possivelmente estamos entre as mentes simuladas, mais do que nas mentes biológicas originais. Portanto, se não pensarmos que vivemos atualmente em uma simulação computacional, não temos o direito de acreditar que teremos descendentes que executarão muitas dessas simulações de seus antepassados. Essa é a ideia básica”.

Se estamos vivendo numa simulação, isso significa que tudo ao nosso redor é um software, incluindo cada átomo em nossos corpos. Experiências também foram realizadas na Universidade de Bonn, na Alemanha, em 2012, e os resultados indicaram os limites energéticos superiores que deveriam compor as simulações. Além de tudo isso, surge outra questão: se a simulação em que estamos for realmente bem desenhada, não há dúvida de que, no futuro, possamos ser capazes de projetar uma simulação similar. Então, como podemos saber em qual estimulação estamos no momento?



Fonte: Hypescience

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

Cinco mulheres que afirmam ter dado a luz ao filho do Diabo

Saudações amigos e amigas. Hoje decidi compartilhar com vocês uma bizarra lista, na qual conheceremos a história de 5 mulheres que afirmam ter dado a luz ao filho do demônio. Convido a todos a conhecerem esses estranhos relatos.

A origem da Deep Web

O termo Deep Web passou a ser usado entre os anos de 2001 e 2002, e hoje em dia é sinônimo de crimes cibernéticos e da obscuridade humana. Embora ainda não fosse denominada da forma que é hoje, a deep web já está ativa desde a década de 70. Convido todos a conhecer um pouco mais sobre esse assunto na matéria abaixo.