Tamara Samsonova: A vovó estripadora russa Pular para o conteúdo principal

Tamara Samsonova: A vovó estripadora russa


Uma idosa russa presa em São Petersburgo no fim de julho de 2015 por suspeita de 11 assassinatos admitiu as mortes, esquartejamento e disse que ainda cometia canibalismo. Tamara Samsonova, de 68 anos, pediu que ficasse presa pelo resto da vida após ser flagrada levando pedaços de cadáveres ensacados. O caso chocou tanto o país que ela foi apelida de de “vovó estripadora” e "vovó canibal".

Após ser detida, a idosa mandou beijos para repórteres quando foi interrogada num tribunal e ainda comemorou quando foi avisada de que continuaria presa preventivamente.


— Sou assombrada por um maníaco que vive no andar de cima e me forçou a matar — admitiu, de sua cela. — Não tenho onde viver. Sou muito velha e quero deixar isso ser julgado. Decidi que preciso ficar na prisão. Morrei aqui e serei enterrada.

Entre as vítimas, estão vizinhos, prestadores de serviços e até o marido dela, que considerou desaparecido há dez anos.

— Estamos chocados, mas não exatamente surpresos. Esta mulher é muito estranha, cheia de truques e suspeitas — disse uma antiga amiga de uma vítima. — Quando a confrontei sobre minha amiga sumida, ela pediu que eu não chamasse a polícia. Depois fui informada pelos policiais de que fui sortuda de ter conseguido escapar.

Prisão

Tamara foi presa depois do corpo de Valentina Ulanova, de 79 anos e que era cuidada pela suposta assassina, ter sido encontrado perto de uma lagoa em Dimitrova Street, em St. Petersburgo. A vítima foi desmembrada. Imagens do circuito interno mostrar a mulher transportando partes do corpo de uma vítima em um saco plástico.


No apartamento da criminosa foram encontrados um diário dela onde relata práticas de canibalismo e ocultismo, e relata cada um dos 11 assassinatos.

Local onde a vovó canibal residia


Outras possíveis vítimas

Uma fonte da polícia disse: "Um diário foi encontrado onde a mulher descrevia os assassinatos que ocorreram há mais de dez anos. Agora a polícia está passando por todos os antigos casos não resolvidos nos últimos 20 anos."

Um outro corpo sem cabeça, braços e pernas foi encontrado na mesma rua há 12 anos e evidências no apartamento da vítima, que incluía um cartão de visita, vincula Tamara ao crime. Há também trechos do diário que citam as tatuagens do homem, dizem fontes da polícia.

"A mulher é acusada de ter matado seu inquilino. Ele nasceu Norilsk e alugou um quarto em seu apartamento no dia 6 de setembro de 2003. A morte teria ocorrido após uma discussão", disse comunicado a polícia.

Ela admitiu, pelo menos, mais um assassinato a polícia, outro inquilino cujo corpo desmembrado foi despejado em sacos plásticos ao redor do distrito de Frunzensky. Outra vítima pode ser o marido dela, desaparecido desde 2005. Ele nunca foi encontrado - morto ou vivo.

Fotos do diário da serial killer






Fontes: O Globo, Ig e MuderPédia

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

  1. Muito bom....será que é difícil achar esse diário traduzido para ptg ou esp ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom ? você é doente ? a mulher matou e esquartejou 11 pessoas e você acha bom ?
      espero que você morra do mesmo jeito e que antes de morrer seja torturado com as piores torturas possíveis psicopata maldito

      Excluir
    2. Vc tem problema? O que vc faz em um site desse. Muito bom sim, boa história, bem descrita, isso torna um post2muito bom e não o ato em sim. Vc é mulher né...só pode...burra.

      Excluir
  2. canalhas tbm envelhecem....essa velha é o demonio encarnado isso sim!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.