Imagens de torturas no centro de detenção juvenil Don Dale chocaram a Austrália Pular para o conteúdo principal

Imagens de torturas no centro de detenção juvenil Don Dale chocaram a Austrália


Fotos e vídeos divulgados por um canal local de televisão que mostram adolescentes nus, feridos e acorrentados em um centro de detenção juvenil no norte do país desataram a indignação da opinião pública. Em uma das imagens é possível ver um jovem encapuzado e algemado a uma cadeira de imobilização. O centro de detenção Don Dale foi fechado em 2015.

Mas as imagens acabaram sendo divulgadas pelo programa Four Corners, do canal ABC, levantando questões sobre uma possível cultura institucionalizada de abuso em centros penitenciários do Território do Norte, distrito administrativo que cobre parte do norte da Austrália.

Repercussão no governo

O primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, anunciou a abertura de investigação sobre o tratamento de jovens no sistema correcional daquela parte do país. "Como todos os australianos, estou profundamente emocionado, consternado e horrorizado pelas imagens de maus tratos no centro Don Dale", disse Turnbull.

O procurador-geral do Território del Norte, John Elferink, foi destituído do cargo.


O que o programa mostrou

Grande parte do programa se centrou no tratamento de um jovem que foi agredido, despido e colocado em isolamento entre 2010 e 2012, quando tinha entre 13 e 14 anos. Em certo momento o jovem foi transferido a uma prisão de adultos e atado a uma cadeira de imobilização, encapuzado por quase duas horas.

Leia Mais: Tortura e morte no Reformatório Arthur G. Dozier


O jovem também estava entre um grupo de sete jovens que em 2014 foi atacado com gás lacrimogêneo no centro. O sistema correcional do Território do Norte, segundo esses informes, foi alvo de várias acusações de maus tratos.


Responsabilização

O chefe de governo do Território do Norte, Adam Giles, assumiu a responsabilidade pelo ocorrido nos centros de internação. Ele disse que as imagens o deixaram "surpreso e enojado" e reiterou a defesa de uma investigação de alto nível.

Leia Mais: Lauren Kavanaugh, a menina que viveu 5 anos em um armário


"Uma comunidade foi julgada pela forma como trata suas crianças e sérias questões foram colocadas, afirmou Giles. O advogado John Lawrence comparou o tratamento dos jovens em Don Dale com os métodos da base americana de Guantánamo, em Cuba, que abriga suspeitos de terrorismo.

"Estamos falando de crianças acorrentadas com algemas nos tornozelos, punhos e cintura. Isso está acontecendo na Austrália em 2016", disse o advogado ao programa de TV.

O chefe de governo do chamado Território do Norte da Austrália, Adam Giles (ao centro), disse que as denúncias serão investigadas com profundidade
"Se um de nós tratasse nossos filhos dessa maneira provavelmente seria acusado de um crime e as crianças seriam separadas de nós", acrescentou.

Fonte: BBC

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

  1. Só se sabe falar da "suposta" violência policial nos EUA contra negros - uma mentira pegada. E as verdades? Continuam encapuçadas.

    ResponderExcluir
  2. Quantum Binary Signals

    Get professional trading signals sent to your cell phone daily.

    Start following our signals right now and profit up to 270% per day.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.