Famadihana: O ritual da dança com os mortos de Madagascar Pular para o conteúdo principal

Famadihana: O ritual da dança com os mortos de Madagascar


​Os povos de Madagascar têm um ritual muito estranho para celebrar os laços familiares chamado Famadihana, também conhecido como "turning of bones" ("sacudindo o esqueleto" em tradução livre). É uma festa celebrada a cada 7 anos ou mais, durante o qual criptas familiares são abertas e os restos de ancestrais mortos são levados para fora, envoltos em novo lençol branquinho e então os malgaxes dançam com os cadáveres em grande alegria.

Música ao vivo, animais são sacrificados e a carne é distribuída para vários convidados e membros da família. Os anciãos explicam aos seus filhos a importância dos mortos, que estão deitados diante deles. Famadihana é visto como um dia para mostrar a sua família o quanto você os ama. Outros parentes se reúnem e comemoram seu parentesco.

Segundo a crença malgaxe, as pessoas são feitas dos corpos de seus ancestrais. Daí que mantenham seus antepassados em alta conta. Eles também acreditam que a menos que os corpos se decomponham completamente, os mortos não nos deixam permanentemente e são capazes de comunicar com os vivos. Então, até que não tenham ido para sempre, amor e carinho é dedicado a eles através do festival Famadihana. É interessante notar que o festival não é uma prática antiga de Madagascar. Suas origens não podem ser rastreadas para além do século XVII.


A realização Famadihana nos dias atuais é algo muito caro, pois envolve grandes preparações, incluindo refeições luxuosas para todos os convidados e roupas novas para todos. Alguns dos pobres não têm túmulos familiares, então devem economizar durante vários anos para ser capaz de construir um, e, em seguida, realizar um festival para os seus próprios ancestrais mortos. Tradicionalmente, é considerada uma violação grave se a família não preparar uma famadihana quando são capazes de pagar por ela. Embora, vários dos malgaxes diferem em opiniões sobre este assunto. Alguns deles acreditam que isto esta enorme despesa é simplesmente um desperdício, e outros acreditam que é impossível falar com os mortos. Os evangélicos locais desencorajam completamente o costume, no entanto, para a Igreja Católica o Famadihana é visto como um evento cultural e não um religioso.


Rakotonarivo Henri, um agricultor de 55 anos de idade, celebrou recentemente Famadihana com sua família. Ele dançou com os restos de seu falecido avô e tia e ficou muito feliz:

- "É bom agradecer aos antepassados em pessoa, porque nós devemos-lhes tudo. Estou pedindo a eles uma boa saúde e, claro, se eles poderiam me ajudar a acumular riquezas, que é muito bom também", ri. No entanto, Jean Ratovoherison, gerente de uma empresa de tecnologia, de 30 anos, tem uma visão diferente das coisas:

- "Evidente que não acredito que podemos nos comunicar com os mortos, mas acredito piamente que o Famadihana fortalece nossa família entre as gerações".


by: Elson Antonio Gomes
Fonte: MDIG

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

Cinco mulheres que afirmam ter dado a luz ao filho do Diabo

Saudações amigos e amigas. Hoje decidi compartilhar com vocês uma bizarra lista, na qual conheceremos a história de 5 mulheres que afirmam ter dado a luz ao filho do demônio. Convido a todos a conhecerem esses estranhos relatos.

A origem da Deep Web

O termo Deep Web passou a ser usado entre os anos de 2001 e 2002, e hoje em dia é sinônimo de crimes cibernéticos e da obscuridade humana. Embora ainda não fosse denominada da forma que é hoje, a deep web já está ativa desde a década de 70. Convido todos a conhecer um pouco mais sobre esse assunto na matéria abaixo.