O mistério de Angela: A menina encontrada em mala e que ficou 13 meses em necrotério no México Pular para o conteúdo principal

O mistério de Angela: A menina encontrada em mala e que ficou 13 meses em necrotério no México

Mesmo com retrato falado, ninguém reconheceu a criança até agora

O mais dramático na história de Ângela, criança que ficou conhecida no México como "a menina da maleta", é que ninguém parece ter notado sua ausência. É como se ela jamais tivesse existido.

Desde março de 2015, quando seu corpo foi encontrado em uma rua de Cidade do México, as autoridades buscam familiares em todo o país.

Não apenas isso: distribuíram informações sobre seu perfil genético para todas as embaixadas no México e enviaram informações para representações nos EUA e na Europa.

O corpo da menina ficou no Instituto de Ciências Forenses, que durante um ano preservou o cadáver à espera de alguém que pudesse reconhecê-lo. Foi em vão, disse à BBC Mundo (o serviço em espanhol da BBC) o presidente do Tribunal Superior de Justiça de Cidade do México, Edgar Elias Azar.

Tortura

"Queríamos encontrar ao menos o fio da meada para descobrir o responsável por esse crime horrível. Decidimos conservar o corpo caso houvesse necessidade de alguma investigação especial. Mas, em todo o México, ninguém notificou o desaparecimento da menina e tampouco parece conhecê-la", disse Azar.

A menina foi sepultada em um cemitério da capital depois de Azar decidir que, ao contrário do que ocorre com outros corpos não identificados, a menina não seria enterrada como indigente.

Mas o caso ainda não se encerrou. "Ela está sozinha em seu túmulo, mas não tenho dúvidas de que espera que encontremos o assassino. Outras crianças do mundo esperam que esses assassinos não caminhem pela rua. A pessoa que fez isso vai atacar de novo", diz o magistrado.

corpo ficou mais de um ano no necrotério
Ângela foi o nome que os médicos legistas deram à menina, cuja identidade permanece um mistério. O que se sabe apenas é que a menina, morta com menos de dois anos de idade, sofreu muito. Segundo Azar, ela foi torturada durante semanas, talvez meses.

Segundo os legistas, foi morta com um golpe na cabeça. E sofreu abuso sexual.

A única pista que a polícia tem é um vídeo mostrando um homem abandonando uma mala, em que estava o corpo da menina, em uma rua do bairro de Juárez. Mas a imagem não mostra o rosto do suspeito. "Estamos muito longe de resolver este caso, porque não temos nada", admite Azar.

Azar (centro), presidente do tribunal, espera por informação do público
A Procuradoria Geral do Distrito Federal chegou a receber uma série de ligações e mensagens com informações falsas.

Nos 13 meses em que o corpo ficou no necrotério, as autoridades não encontraram coisa alguma que identificasse a menina. Os peritos creem que ela pode ter nascido no exterior e que sua mãe também possa estar morta.

"Suponho que ela também tenha sido privada de sua vida, porque nenhuma mãe permitiria que isso acontecesse com seu bebê. Não me parece racional que deixasse a filha sofrer daquela maneira", diz Azar.

O túmulo de "Ângela", em cidade do México
A única esperança das autoridades de identificar a criança e tentar encontrar os responsáveis por sua morte é a colaboração do público. Para as autoridades mexicanas, a distribuição do retrato falado da menina pelo mundo poderá ajudar, embora elas reconheçam que testemunhas possam temer represálias dos criminosos.

Por isso, Azar insiste que o Judiciário mexicano dará anonimato completo para informantes.

"Minha última esperança é que o público nos dê uma pista. Alguém que viu essa menina com sua mãe ou acompanhada de um adulto. Alguém que brincou com ela ou falou com ela", insiste o magistrado.

"Mas se não há vozes na sociedade que nos digam quem é essa menina, ela vai permanecer anônima e com o nome de Ângela. Descansando pela eternidade em uma cova".

Fonte: BBC Brasil

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Comentários

  1. Nossa...
    Como pode uma criança aparecer assim e ninguém sentir a falta dela??
    Um mistério mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Nossa...
    Como pode uma criança aparecer assim e ninguém sentir a falta dela??
    Um mistério mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Com certeza é o que eles acham, que chegaram de fora do Mexico e sua mae tambem foi morta. Se nao alguem teria aparecido.. eu tenho um filho de 3 anos, um dia ele sumiu no shopping e eu e minha tia quase surtamos, mas ela achou ele. Enfim, Como alguem proximo a ela nao peeceberia o sumiço? Só pode ser esse o motivo.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza é o que eles acham, que chegaram de fora do Mexico e sua mae tambem foi morta. Se nao alguem teria aparecido.. eu tenho um filho de 3 anos, um dia ele sumiu no shopping e eu e minha tia quase surtamos, mas ela achou ele. Enfim, Como alguem proximo a ela nao peeceberia o sumiço? Só pode ser esse o motivo.

    ResponderExcluir
  5. Existem casos que os próprios pais vendem seus filhos, pode ser esse o caso, por isso ninguém sentiu a falta

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que horrível. Espero que consigam encontrar o assassino.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.