Círculo de Goseck: O Stonehenge alemão Pular para o conteúdo principal

Círculo de Goseck: O Stonehenge alemão


O Círculo de Goseck localiza-se em Goseck, no distrito de Weissenfels, no estado de Saxônia-Anhalt, na Alemanha. Trata-se de um sítio arqueológico descoberto a partir de fotografias aéreas de um campo de trigo em 1992, que vem sendo considerado como o Stonehenge alemão, devido à semelhança de sua estrutura com a primeira etapa construtiva do círculo megalítico na Inglaterra. O responsável pela escavação do sítio arqueológico foi François Bertemes.

A sua importância reside em ser, simultaneamente, o mais antigo observatório solar da Europa e o mais antigo templo da Europa Central, deixando ainda em evidência o fato que na Europa, no período neolítico e na idade do bronze, a observação do céu era muito mais evoluída de quanto pensava os estudiosos.

No ano de 2005, os alemães reconstruíram o círculo de Goseck, o observatório solar voltou a ter sua forma original, pois diferente de Stonehenge que foi um monumento construído em pedra, Goseck foi construído em madeira (por isso sua deterioração com o tempo). Na reconstrução dos círculos concêntricos de Goseck foram utilizados 2300 troncos de carvalho; Goseck é hoje, o observatório mais antigo do mundo (perto de 7000 anos de idade), um importante ponto turístico germânico.


Goseck, além de ser um observatório solar, era usado como calendário e também como um lugar de cerimonias religiosas dos povos neolíticos. Observar e registrar os movimentos dos astros permitia aos povos antigos elaborar um calendário de plantio, além das motivações religiosas.

A datação do sítio, baseada nos fragmentos de cerâmica encontradas no local, indica que foi erguido cerca de 4900 a.C. A sua dimensão original era de 75 metros de largura e consistia de quatro círculos concêntricos, os dois externos sendo depressões (fossos), e os internos estruturas de madeira (paliçadas), com dois metros de altura. Haviam três portais, voltados a Sudoeste, Sudeste e Norte. No solstício de inverno (21 de dezembro), a trajetória do Sol (nascente e poente) podia ser acompanhada por um observador postado no centro do círculo, voltado para os portais do Sudeste e Sudoeste, respectivamente.

Esquema do sítio do Círculo de Goseck. As linhas amarelas representam a direção do nascente e do poente do Sol no Solstício de Inverno, enquanto a linha vertical mostra o meridiano astronômico
A maior parte dos arqueólogos concordam com o fato que o sítio foi utilizado para observações astronômicas. Se pensa que foi utilizados para cálculos calendários e para harmonizar, entre eles, o calendário lunar e o solar (mais procurado para usos práticos). De qualquer modo os estudiosos não são de acordo sobre o fato de que todo o sítio tenha havido um só tipo de uso.


Relação com um estranho artefato

Existe semelhança entre o ângulo solsticial dos portais com os ângulos identificados no disco de Nebra (clique AQUI para saber mais sobre o Disco de Nebra), descoberto a cerca de 25 quilômetros de distância do sítio de Goseck. O artefato consiste num disco de bronze, com representações estilizadas do Sol, da Lua, de estrelas e do aglomerado das Plêiades, além das figuras de uma embarcação e de arcos.
Disco de Nebra




Fontes: Wikipédia e Leões e Cordeiros


Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

Comentários

  1. Arqueologia é uma coisa fascinante! Pena que ela ainda engatinha no Brasil!

    ResponderExcluir
  2. Elson Antonio Gomes17 de agosto de 2014 19:40

    Faço das palavras do "Ninguém" as minhas.
    E num país continental como o nosso, mesmo engatinhando na arqueologia, ainda descobrem coisas interessantes. Imaginem se fosse levado mais a sério esta ciência. O que teríamos de coisas que além de muito importantes para a história nacional e mundial, gerariam mais empregos tantos nos estudos quanto no turismo. Pena que o poder do dinheiro nos leva para outro caminho.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.