The Conqueror: O filme radioativo Pular para o conteúdo principal

The Conqueror: O filme radioativo


The Conqueror, ou Sangue de Bárbaros como ficou conhecido no Brasil, é um filme épico rodado em CinemaScope e lançado em 1956. Produzido por Howard Hughes, traz John Wayne no papel do conquistador mongol Gengis Khan. Dirigido pelo ator e cineasta Dick Powell, as gravações ocorreram em uma locação próxima a St. George, Utah, Estados Unidos, o que se mostraria um grande erro posteriormente.

Apesar da excelência de seu elenco, o filme foi um fracasso de crítica e público, sendo considerado um dos piores da década de 1950 e um dos piores de todos os tempos. Wayne, no auge de sua carreira, havia insistido em participar após ler uma cópia do roteiro, e mais tarde acabou sendo considerado totalmente inadequado para o papel.


Acredita-se que Howard Hughes tenha se sentido culpado acerca de suas decisões quanto à produção do filme, mantendo-o arquivado até 1974, Hughes havia comprado todas as cópias que haviam sido exibidas em cinemas evitando assim que o filme fosse exibido na TV, até o ano de 1974 quando ele teve sua primeira exibição.

A locação radioativa

As cenas exteriores foram filmadas em 1954 em uma locação próxima a St. George, Utah, a cerca de 220 km a favor do vento da Área de Testes de Nevada. Em 1953, como parte da Operação Upshot-Knothole, extensivos testes nucleares de superfície haviam sido realizados no local. O elenco e equipe enfrentaram dificuldades na locação e, para finalizar as filmagens, Hughes ainda mandou que 60 toneladas de terra fossem retiradas dali e enviadas à Hollywood para manter verossimilhança com as cenas já gravadas. Os realizadores do filme sabiam dos testes nucleares, mas o governo federal havia assegurado aos moradores locais que os testes não representavam riscos à saúde pública.

John Wayne
A incidência de casos de câncer entre a população de St. George, no entanto, alcançou altos índices entre as décadas de 1950 e 1970. O diretor Dick Powell morreu vítima da doença em janeiro de 1963, poucos anos depois da finalização da película. O ator Pedro Armendáriz foi diagnosticado com câncer nos rins em 1960, cometendo suicídio em 1963 ao saber que a doença era terminal. Susan Hayward, John Wayne e Agnes Moorehead morreram de câncer entre meados e final da década de 1970. Outro integrante do elenco, John Hoyt, morreu de câncer de pulmão em 1991. Céticos apontam isso como consequência de outros fatores, como o uso excessivo de tabaco por exemplo, e a noção de que câncer resultante da exposição à radiação não apresenta um período de incubação tão longo. Elenco e equipe de produção totalizavam 220 pessoas, até 1981, 91 delas haviam desenvolvido alguma forma de câncer, e 46 das pessoas envolvidas com o filme acabaram falecendo vítimas de câncer.

O que diz a ciência

O doutor Robert Pendleton, professor de biologia da Universidade de Utah, afirmou que "com esses números, o caso poderia ser qualificado como epidêmico. A conexão entre radiação atmosférica e câncer em casos individuais é praticamente impossível de se provar conclusivamente. Mas em um grupo desta proporção, espera-se que surjam apenas 30 ocorrências... acredito que a ligação à exposição no set de filmagem de The Conqueror seria suficiente para levar o caso aos tribunais".

Fonte: Wikipédia e Rascunho

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Comentários

  1. Postaçoooooo! o/

    matéria excelente!^^

    Abrax^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecido manolo...essa história nos leva a pensar neah...tipo o povo levou tanto tempo para associar a radiação das bombas com câncer...quantas coisas será que usamos hj que podem provocar o mesmo efeito na gente e a gente ainda nem se dá conta...?

      Excluir

    2. Pois é Noite...E também nos leva a pensar que tem gente que NÃO QUER SE DAR CONTA...

      Veja:

      A usina de Fukushima ainda está em colapso, da qual, soltam milhares de litros de água radioativa no mar...

      Mas a mídia já não trata mais de noticiar e o povo já não quer mais saber, pois eles comem peixe...

      Não importando que esse peixe venha do mesmo mar em que estão soltando a água contaminada...O que importa é que os peixes não sejam exatamente pescados do mar de Fukushima...

      (Como se os mares fosses isolados por muros invisíveis e intransponíveis...¬¬)

      Muitos poderão ter câncer nos próximos anos...

      E essas informações estão ao alcance de todos hoje em dia e só se arrisca quem quer, tendo consciência dos riscos, diferente de John Wayne e as pessoas daquele tempo que nem sabiam o que era radiação...

      Abrax

      Excluir
    3. Infelizmente em todo mundo é assim neah...o povo cansa de certas notícias...a imprensa não obtém mais ibope com elas...e o assunto acaba largado...é isso que governantes inescrupulosos querem, pois assim não há pressão pública para a solução dos problemas...

      A radiação é algo complicado, pois é algo que a gente não vê, logo o perigo passa desapercebido...

      Excluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.