Vítima de sequestro seguido de estupro conta toda história em livro Pular para o conteúdo principal

Vítima de sequestro seguido de estupro conta toda história em livro


Dez anos depois de ser resgatada de um sequestro que durou nove meses, a norte-americana Elizabeth Smart, hoje com 25 anos, compartilha detalhes do pesadelo que viveu no livro "My Story" ("Minha História"), lançado nesta segunda-feira (7-10-13) nos Estados Unidos.

Em entrevista à rede de TV "CNN", Elizabeth afirma que o livro traz "100%" do que aconteceu com ela no cativeiro. "Quis mostrar exatamente como foi cada dia que eu passei lá", disse ela, que foi sequestrada por Brian David Mitchell quando tinha 14 anos após o criminoso invadir seu quarto e ameaçá-la com uma faca.

Elizabeth, que foi estuprada por Mitchell, disse que uma de suas motivações para escrever foi a constatação de que muita gente não sabe que uma em cada quatro meninas e um em cada seis meninos sofrem algum tipo de abuso sexual antes dos 18 anos de idade.

Brian David Mitchell
"Quero chegar a esses sobreviventes, a essas vítimas. Quero que eles saibam que essas coisas acontecem mesmo, mas que isso não precisa nos definir para o resto da vida. É possível seguir em frente e é possível ser feliz", disse Elizabeth, que hoje está casada.

O pesadelo de Elizabeth começou na noite do dia 5 de junho de 2002, quando Brian David Mitchell a arrastou de seu quarto em Salt Lake City, no Estado de Utah.


"Meu quarto era para mim o lugar mais seguro do mundo. Então fiquei apavorada quando acordei no meio da noite, no meu próprio quarto, com esse homem estranho em cima de mim, alguém que eu não conhecia e que tinha uma faca apontada para a minha garganta", disse. "Cresci em um lar muito feliz e realmente não sabia qual era a definição de medo até aquele momento", completou.

Elizabeth contou que, durante as horas em que caminhou com Mitchell até o cativeiro, entrou em pânico ao lembrar histórias reais de sequestros e chegou a fazer um apelo ao sequestrador: "Se você tem a intenção de me estuprar e me matar, pode fazer isso já, aqui", disse ela, pensando em estar o mais perto possível da família para que os pais jamais pensassem que ela havia fugido por vontade própria.

A resposta do sequestrador, no entanto, foi ainda mais assustadora: "Não vou te estuprar e matar ainda", teria dito Mitchell, segundo Elizabeth.

Após horas de caminhada, eles então chegaram a um acampamento nas montanhas, onde a mulher de Mitchell, Wanda Barzee, os estava esperando. Wanda, então, recebeu Elizabeth com um abraço.

"Eu estava apavorada, mas esse abraço não era nada reconfortante. Se esse abraço pudesse falar, ele teria dito: 'você é minha e agora vai fazer exatamente o que eu mandar'."

Wanda Barzee
Os estupros, então, começaram logo no primeiro dia. "Os nove meses seguintes foram de fome. E os meus dias se resumiam a ser estuprada. E estuprada não apenas uma vez, mas várias vezes ao dia", disse.

Em 2011, um júri condenou Mitchell à prisão perpétua pelos crimes.

"Nunca julguem uma vítima"

Ao final da entrevista, Elizabeth fez questão de deixar uma mensagem: "Nunca julguem uma vítima".

"Você nunca pode julgar uma criança ou uma vítima de qualquer crime pelo que fez ou deixou de fazer porque você não estava lá. É fácil estar sentado no sofá da sua casa e questionar: 'Mas por que não fugiu?'", disse Elizabeth.

"Não sei, mas tinha 14 anos e era uma garotinha. Ele me sequestrou, me acorrentou, me estuprou. Fez tudo isso com sucesso. Quem garante que ele não teria sucesso também em matar a minha família?". A segunda parte da entrevista com Elizabeth foi ao ar na noite desta terça-feira (8) na "CNN".

Fonte: Uol Notícias.

Quando amanhecer, você já será um de nós...


Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

Comentários

  1. Respostas
    1. Claro que não é mulher. Mulher não comete crime. Você deve está pensando em arranjar um estuprador como namorado para estuprar alguém?

      Excluir
    2. Claro que não é mulher. Mulher não comete crime. Você deve está pensando em arranjar um estuprador como namorado para estuprar alguém?

      Excluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.