A lendária tribo Si-Te-Cah Pular para o conteúdo principal

A lendária tribo Si-Te-Cah


De acordo com o mito Paiute, os Si-Te-Cah foram uma tribo lendária de gigantes, cujos restos mumificados foram descobertos por mineiros na caverna é conhecida como "Lovelock cave" em Lovelock, Nevada, Estados Unidos. Embora a caverna fosse conhecida desde 1911, apenas em 1912 que os mineiros  de guano notificaram as autoridades a respeito das descobertas.

Uma escavação arqueológica foi conduzida, revelando cerca 10.000 artefatos "Si-Te-Cah", que significa "comedores de tule" na língua dos índios Paiute. Tule é uma planta da água de características fibrosas. A fim de se distanciar dos Paiutes, o Si-Te-Cahs teriam vivido no lago, a bordo de jangadas feitas de tule. De acordo com os Paiutes, os Si-Te-Cah eram uma tribo hostil que praticavam o canibalismo. O Si-Te-Cah e os Paiutes viviam em guerra, e depois de uma longa luta entre as tribos os Si-Te-Cah se refugiaram em Lovelock Cave. Descobrindo a localização dos inimigos os Paiutes então atearam fogo na entrada da caverna, os Si-Te-Cah que ficaram morreram queimados ali mesmo, os que saíram foram mortos com várias flechadas. Assim os Si-Te-Cah foram aniquilados segundo o mito dos Paiutes.

Sarah Winnemucca Hopkins, filha do Chefe Paiute Winnemucca, relatou muitas histórias sobre o Si-Te-Cah em seu livro Vida Entre os Paiutes. "Meu povo diz que a tribo que tinha o cabelo avermelhado foi exterminada. Tenho alguns de seus cabelos, que foi passada de pai para filho. "(Hopkins, página75).

As histórias dos Paiute afirmam que os Si-Te-Cah praticavam canibalismo, e isso pode ter tido algum fundamento na realidade. Durante a escavação da caverna em 1924, uma série de três ossos humanos foram encontrados perto da superfície para a boca da caverna. Muitos acreditam que o canibalismo possa ter sido praticado em tempos de escassez de alimentos.

A escritora Adrienne Mayor mais cética, sugeriu que os ossos que comprovariam a existência dos gigantes, na verdade poderiam pertencer a ursos ou até mamutes e os mineiros teriam acidentalmente misturado os fósseis criando "uma nova espécie", ela também diz que o cabelo vermelho que foi encontrado no local, também não comprova nada, embora os mitos Paiutes descrevessem os Si-Te-Cah como tendo cabelos vermelhos, ela diz que após a morte dependendo de condições como a temperatura, o cabelo vai sofrer mudanças na coloração. Alguns acreditam que os fósseis encontrados sejam a prova concreta de que a lenda da tribo não seja apenas uma lenda.




Fonte: O Submundo.

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

Links Relacionados:

Comentários

  1. Oi Nando, quando vc vai postar umas creepypastas pra gente?? ;)
    Bjs..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Kellia...admito que to deixando a desejar no quesito creepypastas...mas vou ver se nos próximos dias eu não dou uma agilizada nisso...

      Abraços...

      Excluir
    2. Relaxa, é q eu sou quase viciada em creepys..e não poderia deixar de cobrar do meu blog favorito..rsrs
      Bjs!

      Excluir
    3. Opa uma especialista em creepys...se a senhorita quiser pode recomendar algumas...

      Abraços Kellia...

      Excluir
    4. Rsrs q isso Nando, tenho sim um certo fascínio por aquelas q tem um Q de realidade por trás. Aliás, vc já viu sobre os Portadores e Objetos? ;)
      Bjs..

      Excluir
  2. Péssima matéria. Não mostrou as fotos, não falou sobre o desaparecimento dos esqueletos e só deu voz a uma pesquisadora e seus achismos toscos sobre mistura de ossos e outras bobagens até porque nem existem ursos nessa região dos EUA.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

O paraíso do LSD

Em 1997, um químico orgânico chamado Leonard Pickard, junto a Gordon Todd Skinner, construíram o maior laboratório de LSD do mundo. No local, um antigo silo nuclear, eram realizadas várias festas e orgias regadas a drogas.
Segundo fontes, tal laboratório era tão grande que chegou a produzir cerca de 90% do LSD disponível no mundo, isso sem falar nas grandes quantidades desconhecidas de MDMA, ALD-52, extrato de ergot e possivelmente LSZ.

Ted Bundy: O assassino de jovens mulheres

Saudações amigos e amigas. Hoje falaremos de um dos mais notórios serial killers que o mundo já conheceu: Ted Bundy. Ele assassinou cerca de 35 mulheres (crimes reconhecidos pelas autoridades) entre os anos de 1974 e 1978 em seis diferentes estados dos EUA. Ted Bundy é tido, por muitos, como o mais marcante serial killer dos EUA, tornando-se um verdadeiro pop star, muito disso talvez pela forma em que atuou no seu próprio julgamento, ou talvez pela desenvoltura que demonstrava defronte as câmeras em inúmeras entrevistas que deu durante o período em que esteve preso.