Pedro Alonso Lópes: O monstro dos Andes Pular para o conteúdo principal

Pedro Alonso Lópes: O monstro dos Andes


Hoje, meus caro amigos Atormentados, hoje iremos falar de um assassino em serie colombiano, trata -se de Pedro Alonzo Lopez, que foi responsável pela morte de aproximadamente 350 crianças, tornando-se conhecido como "O Monstro do Andes".

Lopez nasceu em 1949 em Tolima, Colômbia. Ele foi o décimo terceiro rebento de sua mãe, que era prostituta. Aos oito anos de idade Pedro seria expulso de casa, após sua mãe o surpreender acariciando sua irmã. Essa era uma época de muita agitação na politica Colômbia, a criminalidade era crescente e alarmante. Nesse cenário que Lopez passou a ser morador de rua. Com fome e desesperado Lopez acabou aceitando o convite de um homem, que dizia que o levaria para casa e o alimentaria, quando na verdade o homem o arrastou para um prédio abandonado e abusou sexualmente do menino. Conseguindo se ver livre do agressor o jovem Pedro, retornou para as violentas ruas. Depois desse episódio Lopez acabou por se tornar arredio com relação a estranhos. Um anos depois Pedro deixou Tolima e passou a vagar pelas ruas de Bogotá. Foi então que um casal de americanos, sensibilizados pela magreza do garoto, acabou levando-o para sua casa, e posteriormente matricularam-no em uma escola para órfãos. Porém aos 12 anos, Lopez fora novamente molestado, dessa vez por um professor, isso o motivou a retornar as ruas.

A sobrevivência nas ruas era dura, Lopez conseguia alimento pedindo esmolas e cometendo pequenos furtos, nessa época ele descobriu o "talento" para roubar carros, motivo pelo qual foi preso aos 18 anos. Na cadeia novamente existem historias dele ter sofrido com abusos, dessa vez pelos quatro companheiros de cela. Esse episódio fez com que Lopez matasse três dos quatro agressores. Esses três homicídios acrescentaram mais dois anos de pena a Lopez. O período preso fez aumentar o ódio por sua mãe, que na concepção de Pedro, era a grande responsável pelo seu tormento.

No ano de 1978, Lopez ganhou a liberdade, mudando-se em seguida para o Peru. Foi no Peru que ele começou a sequestrar e matar jovens garotas. Por seus atos, ele acabou capturado por um grupo de índios, que o torturaram. Depois de libertado, ele deixa o Peru, seguindo agora para o Equador. Nesse período as autoridades equatorianas registraram um aumento no número de desaparecimentos de meninas na região, mas as autoridades acabaram dando a culpa por tais desaparecimentos, aos traficantes da região. Mas em 1980, uma inundação deixou expostos os corpos de quatro crianças assassinadas, agora sim as autoridades viram que tinham um assassino em serie a solta. Pouco tempo depois, Lopez foi novamente capturado, dessa vez tentando raptar uma jovem. Na cadeia a policia local não conseguia sucesso em obter de Lopez uma confissão. Pedro acabou confessando seus crimes a um colega de cela, que na verdade era um oficial da policia disfarçado.

A confissão
Pressionado Lopes confessou a morte de pelo menos 110 crianças no Equador, mais de 100 na Colômbia e outra centena no Peru. Ele tinha bem vivas na memoria, a maioria dos crimes, dando muitos detalhes para os policiais. Ao final Lopez fez a promessa de que continuaria matando jovens inocentes, quando ele conseguiria liberdade.
"Eles não sabem o que eu vou fazer, eles não gritam...São inocentes."
Lopes muitas vezes levava as meninas até as covas, muitas vezes nas covas haviam corpos de outras vitimas, ele então acalmava a criança ao longo da noite, e no nascer do sol ele as estuprava e estrangulava. Ele confessou que nunca cometia os seus crimes a noite, pois gostada de ver os olhos das jovens, enquanto ele as matava, e na escuridão isso não seria possível. Depois de assassinar ele conversava com as crianças mortas, e como elas não respondiam, ele ficava com raiva, e saia a procura de novas vitimas.

A principio a policia não acreditou muito em toda a confissão, mas Pedro levou os policiais a algumas sepulturas. Foram encontrados 53 corpos, a partir daí a policia passou a acreditar nos relatos de Lopez. A população passou a chamar Lopez de "O monstro dos Andes".
"Eu vou ficar feliz em matar de novo, essa é minha missão" Lopez
Pedro nunca demonstrou remorso pelos atos cometidos, certa vez ele teria dito que o prazer que seus atos proporcionaram a ele seria muito maior que qualquer senso de certo e errado e que mal podia esperar o momento que botaria suas mãos no pescoço de sua próxima vitima.

Mesmos assim  em 1998, Lopez ganhou a liberdade. Ele foi libertado no meio da noite para evitar multidões, e assim evitar seu linchamento. Isso não impediu a revolta de populares. Sabe-se que as famílias das vitimas, em uma ação conjunta, arrecadaram cerca US$ 25000,00, como recompensa para alguém que desse um fim no monstro dos andes. Desde que ganhou a liberdade, ninguém mais ouviu falar de Pedro, as autoridades acreditam que alguém tenha conseguido capturar o criminoso, pensando na recompensa.

Comentários

  1. pasmem, cometeu todas essas atrocidades, confessa que vai continuar matando e mesmo assim foi solto...pensei que só aqui no brasil que tivesse dessas coisas...é uma besta demoníaca mesmo, faz jus ao apelido...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Siga-nos no Facebook

Postagens Recomendadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais acessadas no último mês

Links da Deep Web 2018

Saudações amigos e amigas. Hoje eu volto a publicar no blog Noite Sinistra uma matéria com links da deep web e prints da deep web.
Os links apresentados na matéria abaixo foram coletados entre janeiro e fevereiro de 2018, estando todos eles ativos nesse período, mas nada pode garantir que os mesmos estarão ativos até o final do ano, afinal de contas muitos sites na deep web mudam constantemente seus endereços afim de se manterem o mais seletivos quanto aos usuários que frequentam o espaço.

Exorcismo e orações em Latim

Nas culturas egípcia, babilônica, assíria e judaica, atribuíam-se certas doenças e calamidades naturais à ação dos demônios. Para afastá-los, recorria-se a algum esconjuro ou exorcismo. A cultura ocidental recebeu essas idéias através da Bíblia e do cristianismo primitivo.

Luka Rocco Magnotta: 1 Lunatic 1 Ice Pick

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.

Cinco mulheres que afirmam ter dado a luz ao filho do Diabo

Saudações amigos e amigas. Hoje decidi compartilhar com vocês uma bizarra lista, na qual conheceremos a história de 5 mulheres que afirmam ter dado a luz ao filho do demônio. Convido a todos a conhecerem esses estranhos relatos.

A origem da Deep Web

O termo Deep Web passou a ser usado entre os anos de 2001 e 2002, e hoje em dia é sinônimo de crimes cibernéticos e da obscuridade humana. Embora ainda não fosse denominada da forma que é hoje, a deep web já está ativa desde a década de 70. Convido todos a conhecer um pouco mais sobre esse assunto na matéria abaixo.