Pesquisador diz ter encontrado Atlântida enterrada no deserto do Saara | Noite Sinistra
23/10/2018

Pesquisador diz ter encontrado Atlântida enterrada no deserto do Saara


São muitas as alegações de pesquisadores dizendo terem encontrado a perdida cidade de Atlântida no fundo do mar, mas nenhuma dessas alegações foram provadas como sendo verdadeiras. Na verdade a busca por Atlântida mobiliza um número imenso de entusiastas por arqueologia, mas acaba sendo levado meio que sem muita importância por arqueólogos profissionais.

Porém, esta recente alegação feita pelo canal Bright Insight do YouTube parece ser a que mais se aproxima da possibilidade real da redescoberta dessa mítica cidade e, por incrível que pareça, Atlântida pode ter estado todo este tempo na frente de nossos narizes, no meio do deserto do Saara, pelo menos é o que afirma os autores dessa teoria.

A busca por Atlântida está em andamento desde que o filósofo grego Platão a descreveu pela primeira vez, em 350 aC, uma ilha misteriosa que teria desaparecido.

No entanto, um pesquisador acredita que agora tem a resposta e a mítica ilha está localizada no fundo do Saara.

O canal do YouTube Bright Insight encontrou um local no deserto do Saara que acredita ter laços estreitos com a história original do Atlântida.

Localizada perto de Ouadane, no centro da Mauritânia, está a Estrutura Richat, também conhecida como o Olho do Saara. Aqui no blog Noite Sinistra já falamos dessa estrutura ainda em 2013 (clique AQUI para acessar a matéria), porém nenhuma correlação entre essa estrutura e Atlântida havia sido cogitada.

Alguns geólogos acreditam que esta característica circular tenha sido criada por um impacto de asteroide, embora não haja provas credíveis para apoiar isso.

Solon, um estadista da Grécia Antiga, é o homem que supostamente transmitiu informações sobre Atlântida a Platão. Ele disse ao filósofo que a cidade foi destruída em 11600 aC – o que se relaciona com a teoria de que um cometa atingiu a Terra por volta dessa época, provocando a era do gelo.

Isso teria elevado maciçamente os níveis do mar, e poderia ter submergido áreas no Saara, pelo menos em teoria.

O diâmetro do Olho do Saara é de 23,5 km, de acordo com a ferramenta de medição do Google Map, e Atlântida media 127 estádios, ou seja, em 23,49 km.


De acordo com Platão, “havia zonas alternativas de mar e terra cercando uns aos outros, havia duas de terra e três de água.”

Ele também escreveu sobre uma montanha ao norte da cidade “e englobando uma grande planície de uma forma oblonga no sul”.

De acordo com o site de conspiração Joy Lovers:

Um estudo rápido da topografia desta área mostra um cume alto e montanhoso ao norte com uma grande planície oval ao sul.

Isso é uma grande coincidência, não é?

As pessoas que não estavam convencidas mudaram de ideia depois de assistirem ao vídeo do Bright Insight.

Parece ser muita coincidência reunida num só “acidente geográfico” para se descartar de pronto mais esta alegação da descoberta de Atlântida. Realmente vale maiores investigações, já que nem os cientistas sabem ao certo o que teria forma do Olho do Saara.


Fonte: Ovni Hoje

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no Instagram

Postagem em destaque