Autora do livro "Como matar seu marido" é presa por matar seu marido | Noite Sinistra
17/09/2018

Autora do livro "Como matar seu marido" é presa por matar seu marido


A escritora americana Nancy Crampton-Brophy, 68 anos, autora de um ensaio intitulado "Como assassinar seu marido", foi presa no último 5 de setembro em sua casa em Beaverton, no estado do Oregon, acusada do assassinato de seu marido.

Daniel Brophy, chef no Instituto Culinário do Oregon, morreu em 2 de junho depois de levar um tiro na cozinha do centro educacional e foi encontrado por seus alunos quando estes entraram no local para assistir a aula.


-"Para meus amigos do Facebook e família, tenho notícias tristes a contar. Meu marido e melhor amigo, o chef Dan Brophy foi assassinado ontem pela manhã", escreveu a viúva na rede social no dia seguinte do fato. E continuou: - "Neste momento, estou lutando para compreender o que aconteceu (...) agradeço todas as respostas carinhosas", agregando que estava "destruída".


No entanto, um dos vizinhos da mulher posteriormente asseverou que ela parecia pouco perturbada pela violenta morte do marido nas semanas seguintes ao fato e que, depois de reconhecer de maneira casual que a Polícia suspeitava dela, a viúva expressou a intenção de continuar com sua vida normal.

- "Como escritora de obras românticas e de suspense, passo um monte de tempo pensando em assassinatos e, conseqüentemente, sobre os procedimentos policiais", escreveu Nancy em 2011, no citado ensaio. E continuou: - "Afinal, se o assassinato deve me libertar, certamente não quero passar mais tempo na cadeia."


Entre os motivos "válidos" para cometer o homicídio de um marido, a escritora listou a infidelidade, uma relação abusiva e a avareza, e quanto a um possível motivo financeiro, escreveu:

- "O divórcio é caro e quem é que realmente quer dividir os bens?"

Sua novela de 2015 "O marido equivocado" -que conta a história de uma mulher que foge de seu marido abusivo durante o naufrágio de um barco no Mediterrâneo para depois se apaixonar pelo homem que a resgata-, lista os métodos para concretizar o crime de um marido: armas de fogo, facas, veneno e assassinos de aluguel.

- "Acho que é mais fácil desejar que alguém morra do que efetivamente matá-lo, já que não quero me preocupar com coisa como sangue e miolos espalhados sobre minhas paredes e ademais realmente não sou boa para recordar mentiras, mas o que sei sobre assassinato é que a cada um de nós carrega em seu interior quando é pressionado o suficiente", escreveu Nancy em outra publicação.


A polícia de Portland disse que não há dúvidas de que foi Nancy quem matou seu marido dentro do Oregon CulinaryInstitute. Pelo momento, continua o processo judicial e a próxima audiência está prevista para o dia 17 de setembro.


Fonte: MDig

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no Instagram

Postagem em destaque